Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Gravidezes precoces preocupam parteiras tradicionais em Mogovolas

As parteiras tradicionais do distrito de Mogovolas, na província de Nampula, afirmam que estão preocupadas com o facto de haver cada vez mais meninas de 15 anos de idade a engravidarem de há uns tempos para cá naquele ponto do país.

Segundo as parteira, que esta quarta-feira (04) estiveram numa formação promovida por uma associação de saúde chamada Ehale, o descontentamento é maior.

Fátima Zacazela, de 42 anos de idade, residente no Posto Administrativo de Nanhupo-rio, disse que desde que começou a sua actividade já realizou mais de 300 partos, dos quais 25% foram de menores de 15 anos. Nesta idade é difícil realizar um parto porque os órgãos da parturiente ainda não estão preparados gerar filhos. Consequentemente, há crianças que morrem devido a complicações de parto.

Laurinda Samuli, de 49 anos de idade, parteira tradicional do Posto Administrativo de Calibo, disse que realiza partos desde 1992 e ajudou 200 mães a dar à luz na sua comunidade mas 75 eram de menores de 15 anos de idade, dos quais 25 foram evacuadas para um posto de saúde local também devido a complicações no momento de gerar filhos. Contou que 10 crianças já perderam a vida.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!