Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo sul-africano criticado por envio de tropas à RCA

A oposição oficial sul-africana, a Aliança Democrática (DA), criticou o envio de tropas do país à República Centro Africana (RCA), considerando que o Governo devia conformar-se com a Constituição informando o Parlamento sobre este desdobramento.

O Presidente Jacob Zuma autorizou no fim de semana o envio de 400 soldados da Força de Defesa Nacional Sul-africana (SANDF) à RCA, atormentada por uma rebelião que já controla várias cidades.

A DA indicou que, segundo o secretário da Comissão Permanente Mista de Defesa, nenhuma comunicação ainda foi feita para informar o Parlamento sobre o envio dos soldados.

Ela acrescentou que o Artigo 201 (3) da Constituição estipula que o Parlamento deve ser informado “rapidamente e em pormenor” pelo Presidente cada vez que as tropas forem desdobradas.

A oposição oficial acrescentou igualmente que o Artigo 201 (4) da Constituição precisa que um comité de supervisão apropriado deve ser informado se o Parlamento não se reunir durante os sete primeiros dias do envio da força.

“O Presidente já ignorou várias vezes para informar em tempo requerido o Parlamento sobre este género de decisões militares e se limitou a endereçar um correio ao presidente do Parlamento para o informar sobre o envio da SANDF depois do acto”, declarou o deputado da DA, Shahid Esau.

Ele acrescentou que o seu partido vai pedir ao Presidente Zuma para se conformar com as disposições da Constituição e para se assegurar que o Parlamento receba a notificação necessária para que a Comissão Mista de Defesa possa debater a oportunidade deste envio.

Desde o lançamento da sua ofensiva, há um mês, a coligação rebelde Séléka controla uma terceira cidade na República Centro Africana. Negociações que visam pôr termo à crise neste país da África Central devem ter lugar em Libreville, no Gabão.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!