Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo reafirma intenção de construir 100 mil habitações

O Ministro moçambicano das Obras Públicas e Habitação, Cadmiel Muthemba , reafirmou a determinação do governo em construir um total de 100 mil casas, em várias partes do país, até 2014. A meta está preconizada no Plano Quinquenal do Governo (2010/14), visando promover habitação a custo sustentável sobretudo para as pessoas de baixos rendimentos.

O Governo, segundo o titular da pasta das obras públicas, iniciou, por outro lado, a infra-estruturação de terrenos, no âmbito da Política e Estratégia de Habitação. Muthemba falava última Quarta-feira momentos após a sessão de abertura do IX Conselho Coordenador do pelouro, em Maputo, que decorre sob o lema ‘Promovendo Acesso à Habitação Condigna’ e que congrega diversos quadros do ministério. “A habitação é uma das áreas prioritárias neste quinquénio. Por isso estamos empenhados na promoção do acesso à habitação para todos os moçambicanos”, afirmou Muthemba.

Num outro desenvolvimento, o Ministro disse que a questão do abastecimento de água e saneamento continuam a merecer grande atenção em prol da melhoria das condições de vida dos moçambicanos. Para o efeito, durante o ano de 2010 a esta parte foram construídas e reabilitadas, segundo o Ministro, 2.900 fontes de água, beneficiando cerca de 1,4 milhão de pessoas em todo o país. Cerca de 50 por cento destas fontes de abastecimento de água foram construídas nas províncias da Zambézia e Nampula, Centro e Norte do país, as mais populosas de Moçambique.

Na província de Manica, Centro de Moçambique, está em curso a construção de um sistema de abastecimento de água em Chicamba que vai beneficiar os municípios de Manica, Chimoio e a vila de Gondola, assim como as localidades de Bandula, Messica e Cafumpe.

Em Maputo, já no Sul, está em curso um projecto de extensão e melhoramento de infra-estruturas de abastecimento de água que abrange os municípios de Maputo e Matola, assim como a Vila de Boane. Este projecto vai beneficiar, em agua potável, cerca de 830 mil pessoas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!