Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo inventa mais um projecto de combate à pobreza

O Governo de Moçambique aprovou, na terça-feira (14), mais um projecto orientado para a agricultura familiar, visando combater a fome e reduzir a pobreza que ainda afligem o grosso da população. Chama-se “Sustenta”, cujo lançamento terá lugar nesta sexta-feira (17), no distrito de Ribáuè, província de Nampula.

Em Moçambique, a agricultura familiar, que hoje representa é praticada por cerca de 80% da população, com mais de três milhões de parcelas, com 1,3 hactar cada, que devido às condições precárias de produção, tais como o acesso à semente, a falta de mercado competitivo e de infra-estruturas de transporte.

Orçado em 16 mil milhões de meticais financiados pelo Banco Mundial, o novo programa, também conhecido como Projecto de Desenvolvimento Rural Integrado e Inclusivo (PDRI), será implementado nas províncias da Zambézia e de Nampula, consideradas as mais extensas do país e com alto potencial agro-ecológico, mas com altos níveis de pobreza.

O programa foi idealizado pelo Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural (MITADER), devendo beneficiar 700 mil pequenos agricultores. Celso Correia, ministro daquela instituição do Estado, disse, fim da sessão do Conselho de Ministros, que numa primeira fase prevê-se construir como 260 quilómetros de estradas, reabilitar 240 hectares de regadios e a recuperação de Outras infra-estruturas imprescindíveis para a agricultura de conservação.

“Prevemos que ao longo deste processo o acesso a estes meios que facilitam a agricultura familiar irá ter um impacto muito grande no combate à pobreza, com ênfase no rendimento das famílias rurais através da melhoria da produtividade e acesso aos mercados, que é um factor determinante para os desafios de desenvolvimento rural que temos”, explanou o governante.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!