Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo entrega licença a terceira operadora

O governo moçambicano entregou formalmente, quinta-feira, a licença para o terceiro operador de telefonia móvel no país, depois de concluído o pagamento de 28 milhões de dólares norte-americanos, condição determinante para o arranque das actividades no mercado.

Trata-se da MOVITEL, vencedora do concurso público internacional lançado pelo governo moçambicano, em Abril de 2010, através do Instituto Nacional de Comunicações de Moçambique (INCM), depois que os estudos feitos terem mostrado a existência de um forte potencial por explorar no ramo da telefonia móvel.

O Ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, presente na cerimónia de entrega da licença ao vencedor do concurso público, sublinhou o esforço feito pelo executivo no estabelecimento de um mercado aberto, competitivo e liberalizado visando atrair cada vez mais investidores, melhorar a oferta e a qualidade de serviços neste ramo.

“O governo tem vindo a concentrar as acções na edificação de uma infra-estrutura de telecomunicações que seja capaz de suportar o desenvolvimento e adopção de tecnologias de informação e comunicação e nos processos de desenvolvimento económico e social”, disse Zucula.

Apesar dos esforços do governo para universalizar o acesso aos serviços das telecomunicações, o titular da pasta disse existirem ainda muitos cidadãos em locais sem a disponibilidade destes serviços.

“Esperamos que a MOVITEL se empenhe na materialização do projecto que lhe conferiu a condição de vencedora do concurso implementado a infra-estrutura e serviços que se predispôs a oferecer”, anotou Zucula, lembrando aos potenciais investidores e operadores que muito há ainda por se fazer e muito há por investir.

Na ocasião, o ministro disse estar também seguro que as outras operadoras do mercado saberão interagir com o novo membro (MOVITEL), para que a sua presença seja uma alavanca para o melhoramento e crescimento da infraestrutura nacional de telecomunicações no país.

Por seu turno Safura da Conceição, representante da MOVITEL, disse que a aposta da nova operadora é prestar um serviço virado para a satisfação do bem comum, reiterando a disponibilidade de contribuir para o incremento da qualidade e expansão do sector de comunicações no país.

“Queremos ser actores de um processo de redução de assimetrias, queremos tornar as pessoas mais próximas umas das outras – sentimos isso como cumprimento de um dever patriótico”, disse Conceição.

A Movitel é uma empresa moçambicana detida pela Vietel e pelo SPI holdings. O parceiro estratégico (Vietel) é uma sociedade de capitais vietnamitas com negócios no Vietname, Cambodja, Laos e Haiti com uma carteira de cerca de 60 milhões de clientes.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!