Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo em dificuldades na colecta de receitas internas

O Governo esteve em apuros nos primeiros meses de 2012 na colecta de receitas internas, situação que fez com que fossem os doadores externos, particularmente, do G-19, a suprir o défice orçamental, segundo reconheceu, esta Segunda-feira (2), o ministro das Finanças, Manuel Chang.

Chang garantiu, contudo, que o problema está, desde finais de Junho passado, ultrapassado “e agora estamos normalmente a conseguir cobrar receitas internas e tudo indica que será assim até ao fim de 2012”, assegurou aquele governante.

Falando sobre o desempenho do Executivo na área de macroeconomia registado no último semestre deste ano, Chang disse que, de uma forma geral, a meta do crescimento económico de 7,5% será cumprida, sem avançar pormenores.

Ele falava à imprensa à margem de uma cerimónia de assinatura de acordos de concessão de donativos a Moçambique pelo Banco Alemão para o Desenvolvimento (KFW), no valor global de 28,5 milhões de euros, para apoio directo ao Orçamento do Estado, apoio a programas sectoriais e a projectos institucionais.

A contribuição financeira tem a finalidade de reduzir o défice da Balança de Pagamentos e financiamento de outras actividades prioritárias ainda por cobrir, segundo Chang.

Por seu turno, Rail Orlik, director do KFW, disse que a contribuição financeira da sua instituição complementa a estratégia de cooperação EFEMÉRIDES Moçambique/Alemanha dos governos dos dois países, cobrindo áreas de Educação, descentralização para o desenvolvimento rural e económico sustentável de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!