Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo do distrito de Eráti rescinde contacto com AFRODRIL

O governo do distrito de Eráti, na província de Nampula, rescindiu o contrato que havia celebrado com a empresa indiana AFRODRIL para abertura de 24 fontes de água, devido a vários constrangimentos que vinham a registar-se no processo de execução das obras. 

Agostinho Chelua, administrador do distrito de Eráti que deu a conhecer a informação ao nosso jornal, referiu que, dentre as várias irregularidades detectadas, destacam-se a má qualidade das obras e a inobservância dos prazos estabelecidos no respectivo caderno de encargo. A fonte disse, ainda, que as fontes de água abertas pela AFRODRIL não chegaram a funcionar em consequência da deficiente qualidade das obras, independentemente dos problemas geofísicos que o distrito enfrenta.

De acordo, igualmente, com Chelua, o projecto de construção das 24 fontes de água naquele ponto da província estava aprazado para até finais de 2008, o que não foi cumprido pela empresa em causa, não obstante a prorrogação que lhe foi concedida.

O nosso interlocutor referiu, por outro lado, que o seu executivo efectuou vários encontros com os técnicos da AFRODRIL com vista a encontrar formas de ultrapassar a situação, mas sem qualquer sucesso, até porque acabaram por abandonar o distrito sem dar conhecimento à administração do distrito.

Tivemos que notificar, por diversas vezes, a empresa nos seus escritórios na capital provincial, foi, quando, então, tentaram remediar a situação com o envio de alguns técnicos, mas dotados de pouco domínio do assunto.

Sublinhou Chelua, que revelou que, em face da desonestidade da AFRODRIL, o valor de 4 milhões de meticais estipulado para as obras, será utilizado para pagar à nova empresa que será encarregada de concluir o projecto, cujo concurso que se encontra em processo de lançamento.

Ressalvou, no entanto, que, devido à experiência amarga que tivemos, o pagamento só será efectuado após a conclusão das obras. O nosso entrevistado deu a conhecer, igualmente, que para este ano está planificada a construção de mais 17 novos furos.

Refira-se que Eráti é um dos distritos que, ao nível da província de Nampuila, mais problemas de abastecimento de água enfrenta, cuja taxa de cobertura situa-se em 27 por cento. Apesar de possuir 136 fontes operacionais, dentre as 179 existentes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!