Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo da Romênia é derrubado após voto de confiança

O governo de centro-direita da Romênia foi derrubado nesta sexta-feira ao perder um voto de confiança dois meses após assumir o gabinete, elevando a perspectiva de meses de turbulência política e lançando dúvidas sobre um programa de austeridade.

O resultado surpreendente, junto com outro voto de confiança na República Checa, que será votado mais tarde nesta sexta-feira, ressalta a insatisfação com o aperto nas contas até mesmo em países que não fazem parte da zona do euro assolada em dívidas. A Romênia, o segundo país mais pobre da União Europeia, cortou salários e elevou o imposto sobre vendas para colocar a economia em uma base mais sólida. Mas a austeridade foi um obstáculo para a recuperação econômica e agora derrubou o governo do primeiro-ministro Mihai Razvan Ungureanu, que esta no poder havia pouco tempo. O voto de não confiança teve o apoio de 235 parlamentares, 4 a mais do que os 231 necessários para derrubar o governo. “Um governo novo e melhor virá”, disse o parlamentar da oposição Dan Rusanu. Um segundo legislador do governo confirmou a contagem da votação. O presidente Traian Basescu, um aliado próximo de Ungureanu, deve nomear um novo primeiro-ministro que terá de obter o apoio do Parlamento. Isso pode ser um processo complicado, devido à divisão dos partidos, e pode levar meses até que um novo governo seja estabelecido. O acordo do país com o Fundo Monetário Internacional é a chave para manter a confiança dos investidores e a incerteza vai levantar dúvidas sobre se esse acordo irá seguir seu curso. A moeda local, o leu romeno, que, segundo operadores, muitas vezes é sustentado com intervenções do banco central, caiu levemente depois do resultado da votação. A União Liberal Social (USL), uma frágil aliança de esquerda, tem mais de 50 por cento de apoio nas pesquisas de opinião e seria a favorita para ganhar a eleição parlamentar, que deverá ser realizada em novembro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!