Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo da RD Congo encerra fronteira com Uganda

O Governo da República Democrática do Congo (RDC) encerrou “de imediato” o posto transfronteiriço de Bunagana entre este país e o sul do Uganda, anunciou, Terça-feira (24), o governador da província de Kivu-Norte (Leste), Julien Paluku.

Esta decisão do Governo congolês segue-se aos confrontos violentos que permitiram à rebelião do M23 tomar o controlo de várias localidades da província de Kivu-Norte, das quais o posto fronteiriço de Bunagana, onde transitam um maior número de pessoas e de mercadorias na sub-região dos Grandes Lagos, de acordo com o governador.

Ele afirmou que a medida “reflecte o interesse de segurança da nação, mas estamos conscientes do impacto que vai ter o encerramento desta fronteira (Bunagana) nas nossas actividades diárias », declarou à PANA um comerciante congolês baseado em Goma.

No entanto, os empresários nas províncias fronteiriças mostraram-se preocupados com a perda de oportunidades de comércio e investimento resultante desta decisão, soube-se de fonte segura em Goma, a capital de Kivu Norte.

Segunda-feira última à noite, os confrontos intensificaram-se nas localidades de Kibumba e nas altas montanhas de Masisi, vistas do centro comercial de Sake, onde os beligerantes combatiam-se para tomar o controlo de Goma, de acordo com a mesma fonte.

Tropas altamente armados, com blindados da Missão de Estabilização na República Democrática do Congo (MONUSCO), foram desdobrados em todos os bairros de Goma, cercados pelos insurrectos, quando uma calma precária reinava nesta cidade fronteiriça do Rwanda.

A rebelião do Movimento de 23 de Março é constituída essencialmente por Congoleses de expressão rwandófona, indica-se.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!