Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Afogamentos e naufrágios fazem 23 vítimas mortais em Inhambane

Pelo menos 23 pessoas morreram, cinco das quais dadas como desaparecidas, vítimas de acidentes marítimos ocorridos no primeiro semestre deste ano na província de Inhambane.

As autoridades policiais dizem que 12 das vítimas sucumbiram nas praias e rios da província por afogamento e as restantes 11 por naufrágios.

A maior parte das mortes foram notificadas na zona costeira, onde se realiza com intensidade a actividade pesqueira e desenvolve-se o turismo da praia.

O porta-voz da Polícia da República de Moçambique em Inhambane, Vagumar Armindo, disse ao “Diário de Moçambique” que maior parte dos naufrágios e afogamentos são causados por negligência por parte de cidadãos que mesmo depois de anúncio de ocorrência de mau tempo não tomam medidas de precaução.

“Alguns pescadores não acompanham as informações difundidas pelo Instituto Nacional de Metrologia. Outros, mesmo depois de acompanhar os avisos, negligenciam a tomada de medidas de firmeza das embarcações” — disse Vagumar Armindo.

No período em referência, 46 pessoas envolveram-se em acidentes marítimos, metade dos quais sobreviveram.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!