Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Gove defende sinergias na Banca

O Governador do Banco de Moçambique (BM), Ernesto Gove, defendeu terça-feira em Nampula, a confluência de sinergias entre a banca tradicional (comercial) e a de micro finanças, por forma a que estes serviços estejam mais próximos dos cidadãos, sobretudo as que se localizam nas regiões mais recônditas deste vasto país.

Ernesto Gove, que falava na abertura oficial de mais uma agência do Banco Oportunidade de Moçambique (BOM), assegurou que, somente, com a junção de esforços e a expansão dos serviços financeiros será possível proporcionar à laboriosa população moçambicana levar a bom porto o desiderato destinado à redução e ao combate à pobreza. Acreditamos que a inauguração deste balcão demonstra a determinação do Banco Oportunidade em contribuir para a concretização deste objectivo nacional com impacto no desafio comum da erradicação da pobreza, ao permitir a expansão da base de captação da poupança.

Na verdade, a promoção dos hábitos de poupança tem o potencial de aumentar o volume de recursos disponíveis para o investimento com impacto no incremento da actividade económica, geração de emprego, valor acrescentado e bem estar económico e social. Referiu Ernesto Gove. Para o governador do BM, o Banco Oportunidade de Moçambique já deu prova do seu cometimento para com a causa da expansão dos serviços financeiros a mais cidadãos moçambicanos com a introdução da banca móvel em alguns distritos do país, com resultados bastante satisfatórios.

Por seu turno, Francis Pelekamoyo, presidente do Conselho de Administração da rede Opportunity Internacional, de que o BOM faz parte e que no nosso país já tem seis representações, em igual número de províncias, nomeadamente Maputo, Tete, Manica, Sofala, Zambézia e Nampula, disse que a visão da sua instituição é de um mundo onde as pessoas possuam a oportunidade de poder sustentar as suas famílias e construir uma vida. Estamos atentos a novas formas de servir os nossos clientes. O nosso programa de expansão é, também, um exemplo positivo do nosso compromisso em servir as comunidades das zonas rurais.

E esperamos que, até ao final deste ano, possamos possibilitar que 13 mil clientes tenham acesso a empréstimos, assim como 60 mil disponham de poupanças na nossa instituição, o que nos permitirá liderar a indústria de micro finanças. Anunciou Pelekamoyo, para quem o BOM iniciou um projecto da implantação de ATMs, cuja conclusão está prevista para até o final do ano em curso.

Com o crescimento da rede de agências no país, consequentemente cresce a força de trabalho que actualmente é formada por 200 colaboradores que depois de recrutados passam por programas intensivos de formação. A rede Opportunity Internacional foi fundada, há quase 40 anos, por dois missionários movidos pela intenção de aliviar a pobreza em países economicamente em desenvolvimento, de uma forma socialmente responsável e sustentável.

Está implantada nos cinco continentes e em África possuí oito representações.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!