Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Golfinhos rumo ao Rio 2016

Golfinhos rumo ao Rio 2016

Com os olhos fitos nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, o clube de natação Golfinhos de Maputo apresenta o projecto “Golfinho Olímpico” que irá apresentar uma nova filosofia relativamente ao clube e à modalidade de natação no país. Trata-se de um projecto ousado que vai permitir que os pequenos e grandes talentos ganhem o gosto pelo desporto de modo a crescerem como atletas e a atingirem o mais alto nível, seja ele mundial ou olímpico.

O clube pretende chegar ao Rio 2016 através das seguintes competições internacionais:

Sa Age levels 3 – East London, Jogos Olímpicos de Juniores da Singapura, Commonwealth Games de Delhi, Commonwealth Youth Games

– Isle of Man, Jogos Africanos de Maputo,

CANA – Maputo, Jogos Olímpicos de Londres, Jogos Olímpicos de Juniores, Commonwealth Youth Games e Jogos Africanos.

Para atingir tal desiderato, os Golfinhos de Maputo adoptaram a filosofia do Desenvolvimento de Atletas ao Longo Prazo (DALP), o sistema de formação académica, o centro de talentos onde os atletas receberão apoio, e o desenvolvimento de recursos humanos. Para a formação de talentos olímpicos, os Golfinhos orçaram os custos básicos do programa por ano em 500 mil dólares norte-americanos durante 7 anos, o que totaliza três milhões e quinhentos dólares. Como forma de financiar o plano, o clube concebeu dois conceitos para a angariação de fundos, nomeadamente uma Novela Olímpica e um Kiosk Olímpico.

A “Novela Olímpica” tem a ver com um reality show concebido para multimediatizar a modalidade de natação, os desafios e as dificuldades dos atletas, treinadores e dirigentes do clube visando a realização do sonho olímpico. Esta marca é vendida a empresas que se comprometem com o programa de formação do atleta com uma contribuição de 300 meticais. Refira-se que o clube projecta envolver pelo menos 50 organizações. Já a ideia de “Kiosk Olímpico” é a de oferecer as empresas e instituições uma ferramenta de marketing e aos seus clientes uma oportunidade de apoiar o programa através de compra de produtos cujos lucros reverterão para o programa de formação. O projecto, além do programa de formação de talentos olímpicos, apresenta a concepção de infra-estruturas olímpicas.

O clube reabilitou a piscina da Escola Secundária Josina Machel e pretende construir, no recinto da Escola Secundária da Polana, uma piscina com uma dimensão de 50 m por 25m para competições internacionais de natação e modalidades como o pólo aquático e hóquei subaquático. Orçada em um milhão e meio de dólares, além da piscina, a iniciativa inclui a construção de um centro social, bancadas, balneários, ginásio e escritórios para o clube.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!