Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambola 2014: golaço de Calima decide confronto entre tricolores e muçulmanos

Um golaço de Calima a passagem do minuto 75 ditou a segunda derrota consecutiva dos campões nacionais e líderes do Campeonato Nacional de Futebol numa das partidas que abriu a jornada 21. Na outra partida realizada este sábado, o Desportivo de Nacala derrotou o Estrela Vermelha por 3 a 2.

Os dois técnicos, Chiquinho Conde e Sérgio Faife Matsolo, operaram substituições na baliza. No Maxaquene entrou Guirugo para o lugar de Simplex enquanto na Liga Muçulmana Joaquim foi o eleito para defender as redes em detrimento de Milagre que jogou de início nas 19 jornadas anteriores.

Começaram melhor os tricolores, com Isac rematar com selo de golo mas Gildo na linha da baliza evitou aquele que seria um golo madrugador pelo que apenas estavam jogados 4 minutos.

A Liga Muçulmana que vinha de uma derrota na partida passada diante do Ferroviário da Beira, nos instantes iniciais não conseguia parar as investidas do Maxaquene sobre tudo na zona intermediaria onde o experientíssimo Macamito ganhava todas as bolas no confronto com Liberty. À passagem do minuto nove, depois de receber um passe de Liberty, Imo do meio da rua desferiu um portentoso remate e o esférico saiu ao lado da baliza de Guirugo.

Aos 12 minutos os tricolores chegariam ao primeiro golo. Macamito perto da linha da grande área rematou e Joaquim importunado por Isac coloca a bola nos de pés de Betinho que de primeira rematou forte e o esférico só foi cair no fundo das malhas dos muçulmanos. Volvidos quatro minutos, depois de sucessivas trocas de passes a entrada da grande área, Imo desferiu um portentoso remate mas a bola saiu a poucos centímetros da baliza defendida por Guirugo.

Os muçulmanos cresceram mais no jogo e dominavam em termos de posse de bola, todavia, não conseguiam ludibriar a defensiva tricolor, onde Zabula não vacilava no duelo com Jerry. À passagem do minuto 35, Guirugo na tentativa de aliviar a bola coloca-a ao alcance de Momed Hagy que perto da linha da grande área rematou forte e o esférico passou por cima da baliza tricolor.

A fechar a primeira parte o Maxaquene ficou reduzido a dez unidades por expulsão de Rachid por ter insultado o árbitro, Dionísio Dongaze. Com o 1 a 0 foi-se ao descanso.

Golaço de Calima garante mais três pontos para o Maxaquene

No segundo tempo, a equipa de Sérgio Faife Matsolo entrou na mó de cima e volvidos dois minutos restabeleceu a igualdade. Eusébio sobe pela esquerda e cruza para a marca da grande penalidade Guirrugo ficou na duvida se atacava a bola ou ficava entre os postes, Telinho aproveita a distração do guarda-redes tricolor e cabeceia para o fundo das redes.

Com o empate e em vantagem numérica os muçulmanos ficaram mais galvanizados e instalaram-se no meio campo contrário, o que decerta forma condicionou a forma de jogar do Maxaquene nesta etapa, que baixou as linhas de deixou Isac solitário no ataque.

Aos 58 minutos, numa jogada em que os muçulmanos não obedeceram umas das regras básicas do desporto, fairplay, pelo que havia um jogador estatelado no relvado, Imo pero da quina da área remate em arco para uma defesa segura de Guirrugo.

Cinco minutos depois, Zabula com um passe magistral descobre Isac que dentro da grande área passa por dois adversários e remate forte para uma excelente defesa de Joaquim. Na resposta dos muçulmanos, depois de uma excelente triangulação com Eusébio, Imo rematou em arco e o esférico passou a poucos centímetros do poste esquerdo da baliza de Guirrugo.

O Maxaquene marcaria o segundo golo a passagem do minuto 70. Na sequência de um livre a entrada da área a castigar uma falta de Gildo sobre Isac, Calima rematou de forma soberba e o esférico foi beijar as redes de Joaquim pela segunda vez, diga-se, foi um golo de antologia do defesa tricolor.

Nas bancadas os adeptos jubilavam de alegria, mas alguns diziam sempre que Dionísio Dongaze apita um jogo da Liga Muçulmana apita um penalti a favor desta formação. E foi isso que aconteceu aos 83 minutos, Moniz derruba Zico dentro da área e o árbitro assinala castigo máximo. Na linha dos 11 metros, Zico acertou no poste esquerdo de Guirrugo que estava completamente batido.

Antes do apito final dos muçulmanos correram atras do golo do empate para evitar a segunda derrota consecutiva, mas o 2 a 1 prevaleceu ate ao final do tempo regulamentar.

Com esta vitória o Maxaquene saltou da sexta para a quinta posição, somando agora 32 pontos, os mesmos do Desportivo de Maputo que só vai entrar em cena este domingo (14), enquanto os muçulmanos continuam na liderança com mais quatro pontos que o Ferroviário de Nampula que em caso de vitória este domingo pode encurtar a distancia de quatro para um.

Na outra partida realizada este sábado, o Desportivo de Nacala bateu o Estrela Vermelha da Beira por três bolas a duas.

Eis o quadro de jogos deste domingo (14)

15h, Ferroviário de Pemba X Ferroviário de Maputo (Estádio Municipal de Pemba)

15h, Têxtil de Pungue X Costa do Sol (Campo do Ferroviário da Manga)

15h, Ferroviário de Nampula X Ferroviário de Quelimane (Estádio 25 de Junho)

15h, Desportivo de Maputo X ferroviário da Beira (Estádio Nacional do Zimpeto

15h, HCB de Songo X Clube de Chibuto (Campo da HCB)

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!