Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
ADVERTISEMENT

Gerações e estilos do Alambique e Gran Mah fundem-se no palco #FicaEmCasa do Standard Bank

Banda Gran Mah

A 5ª edição do projecto social #FicaEmCasa, do Standard Bank, brindou os espectadores com uma mistura de gerações e estilos musicais diferentes, corporizados na interpretação de clássicos da música ligeira moçambicana, pela banda Alambique, bem como da fusão de vários géneros, como o reggae, pelo grupo Gran Mah.

Foram, sensivelmente, duas horas de espectáculo transmitido em directo pelas redes sociais do Standard Bank, designadamente Facebook e Instagram, e ainda pela Televisão de Moçambique (TVM) e a Rádio Universitária da Universidade Eduardo Mondlane. Exímio na execução instrumental, bem como na colocação da voz, Alambique foi o primeiro a fazer-se ao palco, tendo, predominantemente, interpretado temas que marcaram os anos 80.

Seguiu-se a banda jovem, Gran Mah, que brilhou com uma enérgica actuação, recheada de temas de estilo musical alternativo, com influência do reggae music.

Em jeito de balanço das cinco edições deste projecto social, promovido pelo Standard Bank, numa parceria com a TVM e a UEM, o director de Marketing e Comunicação do banco, Alfredo Mucavela, considerou ter sido alcançado o principal propósito do evento.

“Fazemos um balanço positivo, uma vez que temos estado a insistir na transmissão de mensagens sobre a prevenção da pandemia do novo coronavírus. Enquanto vigorarem as medidas de restrição e o Estado de Emergência, vamos dar continuidade a esta iniciativa, de modo a evitar perdas de vidas humanas”, disse Alfredo Mucavela, destacando o facto de os músicos mostrarem-se, igualmente, satisfeitos com o projecto.

Na missão de alegrar e entreter os moçambicanos, neste momento de distanciamento social, conforme indicou, ao longo das cinco edições, o projecto #FicaEmCasa tem estado a envolver músicos de várias gerações e géneros musicais, numa estratégia que visa comunicar melhor com todas as faixas etárias.

Hortêncio Langa, um dos fundadores do Alambique, comentou positivamente sobre a actuação da banda: “Acredito que tivemos uma performance aceitável. Nós somos oito, antes éramos cinco. Alargamos o grupo para dar mais pujança à banda e incrementar a sonorização”, disse.

Banda Alambique

Sobre a pandemia do coronavírus, o músico foi peremptório: “É muito importante ter em conta a prevenção, ficando em casa, lavando regularmente as mãos, usando a máscara e praticando o distanciamento social”.

Visivelmente emocionada, a jovem vocalista da banda Gran Mah, Regina dos Santos, disse ter aproveitado a oportunidade para matar saudades das actuações num palco com tudo preparado ao requintado pormenor. “Apesar de não termos tido o público, conseguimos sentir o calor das pessoas a assistirem nas suas casas. Foi maravilhoso poder partilhar energias positivas virtualmente com as pessoas, neste momento de calamidade pública”, afirmou.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!