Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Gaza: mais de 260 vítimas do SIDA no primeiro trimestre de 2009

A pandemia do HIV/SIDA já provocou a morte de 261 pessoas de um total de 1.728 casos diagnosticados no primeiro trimestre do ano em curso, na província de Gaza, Sul de Moçambique. Este número representa uma subida em 109 óbitos comparativamente a igual período de 2008, em que morreram 152 pessoas devido a esta doença.

Em relação ao número de casos notificados, também se regista uma subida, tendo sido diagnosticados 1410 casos no período em referência. A situação foi reportada ao Presidente moçambicano, Armando Guebuza, que, desde terça-feira, se encontra a efectuar uma visita de trabalho de quatro dias a província, no quadro da “Presidência Aberta e Inclusiva”.

Segundo um relatório do governo provincial, o HIV/SIDA, Tuberculose, malária e diarreias, são algumas das doenças que afligem as autoridades sanitárias da província e a população em geral. Assim, a situação epidemiológica da província indica que, em 2008 morreram pelo manos 853 pessoas, mais quatro que em 2004.

Esta subida ligeira de mortes, não obstante a subida substancial de casos diagnosticados, pode dever-se ao facto de muitos doentes, incluindo de zonas recônditas estarem a beneficiar de tratamento anti-retroviral (TARV) e maior acompanhamento. Porém, a tendência de subida substancial de casos diagnosticados manteve-se ao longo dos últimos quatro anos. Assim, em 2008, por exemplo, as unidades sanitárias da província registaram 5.179 casos, contra 3.346 em 2004.

O relatório, apresentado pelo Governador de Gaza, Raimundo Diomba, assinala que, nos últimos quatro anos, a capacidade de diagnóstico e o tratamento anti-retroviral aumentou. Em relação a tuberculose, o documento de cuja cópia a AIM teve acesso, refere que um total de 66 pessoas morreram vitimas desta doença, durante o primeiro trimestre do corrente ano, de um total de 1.133 casos diagnosticados. Em igual período de 2008 não se registou uma única morte por tuberculose.

Em todo ano de 2008, foram registadas 246 mortes devido a tuberculose, contra 302 em 2004. O número de casos atingiu 4.693 e 2.896, respectivamente. Os mesmos dados indicam que, no primeiro trimestre do presente ano, ocorreram 30 mortes, contra 52 registadas em igual período de 2008 e o número de casos foi de 120.849 e 150.310 respectivamente.

Ao longo de todo ano passado, a província registou 136 mortes por malária de um total de 505.250 casos, embora os números continuem elevados registou-se alguma redução comparando com o ano de 2004 em que morreram 331 pessoas em 840.747 casos diagnosticados.

Entretanto, a tendência em relação ao sarampo é de baixar de forma assinalável, sendo que, nos últimos quatro anos, não foi reportada nenhuma morte devido a esta doença. No primeiro trimestre de 2009, por exemplo, apenas dois casos foram diagnosticados.

Em 2004 haviam sido registados 181 casos de sarampo em Gaza, mas em 2008 apenas foram diagnosticados 17 casos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!