Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Furacão Matthew mata ao menos 25 pessoas e ruma para Bahamas e EUA

O furacão Matthew, a tempestade caribenha mais feroz em quase uma década, rumou para as Bahamas e a costa leste da Flórida, nos Estados Unidos da América, nesta quarta-feira, depois de castigar o Haiti e Cuba com chuvas torrenciais e matar ao menos 25 pessoas.

O furacão, que a Organização das Nações Unidas (ONU) disse ter criado a pior crise humanitária a atingir o Haiti desde o terremoto devastador de 2010, assolou Cuba e o Haiti com ventos de 230 quilómetros por hora na terça-feira, golpeando cidades, terras de cultivo e resorts.

O Haiti adiou a eleição presidencial que seria realizada no domingo. Nos EUA, milhões de pessoas foram orientadas a deixar o litoral sudeste, e o governador da Flórida, Rick Scott, alertou os moradores para que se preparem para uma possível catástrofe se a tempestade os atingir directamente.

Centenas de milhares de pessoas foram retiradas da trajetória do Matthew, que provocou grandes inundações e matou quatro pessoas na República Dominicana, além de ao menos 21 no Haiti, os dois países que dividem a ilha de Hispaniola.

A tempestade abriu um caminho de devastação pelo oeste haitiano, destruindo casas, virando barcos e destroços em estradas costeiras e causando enormes alagamentos em áreas residenciais.

Furacão de Categoria 4 durante a terça-feira, o Matthew foi rebaixado para a Categoria 3 no princípio desta quarta-feira, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês), que tem sede em Miami.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!