Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Funcionário da Justiça detido por falsificação de documentos e emissão de certidões de óbito

Um funcionário da Justiça, cuja identidade não foi relevada pelas autoridades, encontra-se a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM) em Tete, acusado de falsificação de documentos, emissão de certidões de óbito e a atribuição de nacionalidade moçambicana a cidadãos estrangeiros.

O visado tinha em casa quase todos o tipo de impressos de documentos do Notariado e os respectivos carimbos.

Lurdes Ferreira, porta-voz do Comando Provincial da PRM naquela parcela do país, o indiciado recorria aos documentos em questão para obter benefícios pessoais, ignorando por completo o facto de estar a cometer irregularidades sancionáveis nos termos da Lei.

Ainda em Tete, a Polícia recolheu aos calabouços, na quarta-feira (05), nove cidadãos acusados de roubo de combustível da empresa Vale Moçambique, na vila de Moatize. Destes, pelo menos dois indivíduos são funcionários da G4S, que garantiam a empresa da mineradora. Suspeita-se que eles tenham facilitado o plano de roubo.

Na posse dos indiciados forram encontrados na posse de 3.000 litros de diesel e acredita-se que não foi a primeira vez que se dedicavam a este tipo de crime.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!