Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Frelimo lança campanha em grande na cidade de Nampula

Frelimo lança campanha em grande na cidade de Nampula

O chefe da bancada parlamentar da Frelimo e cabeca de lista deste Partido em Nampula, Manuel Tomé, lançou domingo, em grande estilo, na cidade capital provincial, a campanha eleitoral para as quartas eleições presidências e legislativas e as primeiras provinciais em Moçambique, a ter lugar a 28 de Outubro próximo.

O acto teve lugar em Namicopo, o bairro mais populoso da cidade de Nampula, num comício muito concorrido, que contava com a presença de milhares de pessoas. Manuel Tomé iniciou o seu discurso explicando aos presentes que, em 2004, a Frelimo assumiu um compromisso com o povo moçambicano através do seu manifesto eleitoral, que foi cumprido integralmente.

Segundo Tomé, o testemunho disso são as várias realizações feitas ao longo do quinquénio ora prestes a terminar.  “São milhares e milhares as acções que tiveram lugar ao longo deste período”, disse Tomé, citando como exemplo a reversão a favor do Estado moçambicano da Hidroeléctrica de Cabora Bassa (HCB), que acelera a electrificação do país. Na ocasião, Tomé disse que 16 dos 21 distritos existentes nesta província já são alimentados com a energia produzida pela HCB, e que antes do final do ano espera-se pela electrificação do distrito de Eráti.

Tomé arrolou outros exemplos tais como a construção da ponte “Armando Emílio Guebuza” sobre o Rio Zambeze, explicando que é a ponte de unidade entre os moçambicanos, pois liga o norte ao sul do país. “Esta ponte vai impulsionar o desenvolvimento do nosso país. A nossa província vai escoar a sua produção com muito mais rapidez e de uma maneira mais eficaz”, explicou.

Outras áreas que mereceram destaque de Manuel Tomé incluem a construção de mais unidades hoteleiras em Nampula, como forma de estimular o turismo nacional e estrangeiro. Segundo Tomé, Moçambique possui actualmente cerca de seis milhões de estudantes, em todos os níveis de ensino, que corresponde a mais de um quarto de toda a população moçambicana, “Isso demonstra que a Frelimo considera que a juventude está no centro das suas atenções.

Aqui na província de Nampula temos cerca de um milhão de estudantes. Deste número cerca de 900 mil estão entre a primeira e sétima classe”, vincou o Chefe da bancada parlamentar da Frelimo e cabeça de lista do Partido na província de Nampula. Nampula possui ainda médicos em todos os distritos, bem como serviços de telefonia fixa, com muita fidelidade técnica pelo facto de as ligações estarem a ser feitas por via satélite.

Neste período também foi reintroduzido a circulação de comboios de passageiros entre Nampula e Cuamba, disse Tome, realçando que “quando a Frelimo promete, cumpre”. Devido ao fornecimento da energia da HCB, entrou em funcionamento a fábrica de processamento de areias pesadas em Moma, e isso tem um grande impacto na economia do nosso país e na vida das populações, sobretudo ao redor da fábrica.

Por isso, Tomé exorta a população para votar na Frelimo e no seu candidato presidencial, Armando Guebuza, como forma de garantir a melhoria das suas condições de vida, que está condicionada ao desenvolvimento contínuo do país. Alias, disse Tome, uma das decisões mais importantes para o desenvolvimento do país assumidas por Guebuza foi transformar o distrito em pólo de desenvolvimento de Moçambique e alocar os “Sete Milhões” (Fundo de Investimento de Incitativas Locais).

Para Tomé, Guebuza tem um estilo único de governação, que é a presidência aberta e inclusiva. “O desenvolvimento que se regista no nosso país resulta da clareza e da visão do dinamismo do Presidente Armando Guebuza na direcção do Partido Frelimo e do Governo moçambicano”, vincou Tomé, acrescentando que “Guebuza elevou o prestígio de Moçambique a nível internacional, tendo recebido muitos prémios internacionais”.

Entre os prémios, destaca-se o Trans Montana, em reconhecimento do trabalho em defesa dos 20 milhões de Moçambicanos na luta contra a pobreza, um prémio de ouro que lhe foi atribuído pela Comunidade dos Estados da África Oriental e Austral (COMESA), pelo reconhecimento do seu trabalho na Revolução Verde, e o prémio africano Nandi, devido ao seu trabalho na promoção da mulher, devido a sua visão na promoção da mulher.

“Temos muitas mulheres que são dirigentes nas várias instituições”, disse Tomé, citando como exemplos a Primeira- Ministra, Luísa Diogo, Ministra dos Recursos Minerais, Esperança Bias, Ministra para a Coordenação dos Assuntos Ambientais, Alcinda Abreu, Ministra do Trabalho, Helena Taipo, entre outras.

O projecto de governação da Frelimo para o próximo quinquénio, segundo Tomé, assenta em cinco pilares, nomeadamente a consolidação da unidade nacional, paz e democracia, combate a pobreza e promoção da cultura de trabalho, boa governação e cultura de prestação de contas, consolidação do Estado de Direito, reforço da soberania e reforço da cooperação internacional. Participaram no evento vários membros da Brigada Central e Provincial da Frelimo em Nampula.

Da Brigada Central, para além de Manuel Tomé, destaca-se Mussumbuluco Guebuza, um dos filhos do actual Presidente moçambicano Armando Guebuza.

O governador da província de Namula Felismino Tocloli, fez o lançamento da campanha da Frelimo na cidade de Nacala-Porto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!