Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Frelimo já elegeu o Primeiro Secretário Provincial na Zambézia

A Frelimo elegeu, último Sábado, na Zambézia, perante os seus quadros de todos níveis, o seu Primeiro Secretário Provincial, em substituição de Ernesto Candrinho, corrido, há um mês, com a alegação de que cessou por inconveniência de serviço.

Como o habitual, a Frelimo reuniu-se no Instituto de Formação de Professores (IFP) de Quelimane e assim, realizou as eleições.

Na lista figuravam quatro nomes, sendo Lucas Junqueiro, Sabastiana Gemusse, Francisco Galvão e Alexandre Augusto e, destes, apenas um foi eleito.

Trata-se de Lucas Junqueiro, que ,ate este Sábado, antes da sua eleição, desempenhava o cargo de director do IFP de Alto Molócuè. Junqueiro tinha como adversária de peso, a actual administradora de Pebane, Sabastiana Gemusse.

Lucas Junqueiro tinha muitas possibilidades de ser eleito Primeiro Secretário da Frelimo na Zambézia. Por várias razões, pese embora ele esteja a viver longe de Quelimane e sem grandes visibilidades nos últimos quatro anos, Junqueiro reunia consenso no seio de muitos camaradas e as probabilidades de ser eleito eram maiores.

Mas também não se podia duvidar nas capacidades da sua colega Sebastiana, ainda mais administradora e com outro tipo de ambição, enfim.

Só que, Sábado último, Lucas Junqueiro, com apoio duma ala forte na Frelimo, ganhou com uma maioria absoluta as eleições.

Estes foram os resultados:

Lucas Junqueiro 53 votos, Sabastiana Gemusse com 11, Francisco Galvão com 5 e por fim Alexandre Augusto teve apenas um voto.

Mas porquê Junqueiro e não Sabastiana?

Nos últimos tempos, sente-se uma divisão no seio dos camaradas ao nível da província da Zambézia, porque isso, as alas vem se fortificando.

E, último sábado, mais uma vez as alas fizeram-se sentir. Junqueiro não é tão popular ao ponto de superar Sebastiana Gemusse, administradora e membro da Frelimo, há anos.

O grande constrangimento que os camaradas descobriram é de que elegendo Sabastiana estariam mais uma vez a validar as ordens da chefia a alto nível.

Dai que, não sendo estas as suas pretensões, a decisão tomada no seio de muitos foi de manter a Sebastiana ainda como administradora de Pebane.

Junqueiro quer união dos camaradas

No seu primeiro discurso depois da eleição, Lucas Junqueiro, disse que a tarefa que tem não é de pouco peso. Primeiro, na sua óptica, é preciso que os camaradas unam-se para várias frentes, uma das quais é a reconquista da cidade de Quelimane, actualmente sob gestão da oposição.

“Temos que trabalhar juntos para que Quelimane volte às nossas mãos e isso não é difícil” – disse a fonte.

Por outro lado, o eleito Primeiro Secretário diz que a unidade nacional deve ser consolidada e que a coesão dos camaradas vai ser uma missão forte a ser desenvolvida por ele.

Verónica Macamo fala de missão cumprida

Para a chefe da Brigada Central do partido Frelimo, Verónica Macamo, a eleição feita ao Lucas Junqueiro resulta dum trabalho merecido, por isso, Verónica Macamo diz que a missão foi cumprida.

“Sinto-me feliz porque chegamos ao fim deste processo e assim podemos dizer que a missão está cumprida” – disse macamo aos órgão de comunicação social presentes.

Num outro passo, a chefe da Frelimo para Zambézia disse também que espera-se do eleito muito trabalho, embora a própria Macamo reconheça que Junqueiro só tem três meses para materializar muita coisa.

Todavia, Macamo não tem dúvida na união dos camaradas, por isso, o seu voto de confiança em Lucas Junqueiro é maior.

Mais uma vez, quando questionada se a Frelimo não estaria a perder muito tempo em eleger o Primeiro Secretário que vai ser submetido às eleições em Junho próximo, a fonte disse que Candrinho já não podia ficar, por inconveniência de serviço, dai que, sabendo-se disso, as eleições foram pertinentes.

Candrinho ausente na reunião dos camaradas

O grande ausente no processo eleitoral que teve lugar, Sábado último, foi o cessante Ernesto Candrinho, que se presume estar em Mocuba, sua terra natal.

Naquela sala do IFP de Quelimane ninguém viu a cara do Candrinho e não se sabe se não foi convidado ou mandou passear os camaradas. A verdade é que Candrinho esteve ausente.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!