Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

FRELIMO agradece às bases

O Comité Central da FRELIMO deslocou-se até às bases das suas organizações políticas para manifestar o seu agradecimento pelo trabalho árduo e patriótico que desenvolveram durante as últimas eleições, des ignadamente nas presidenciais, legislativas, provinciais e autárquicas, que deram vitória ao seu Partido e ao seu candidato a Presidente da República, Armando Emílio Guebuza.

Na província de Nampula, uma comissão central deste partido escalou os distritos de Nacala-porto, Nacala-a-velha e Rapale/ Nampula. Segundo o secretário do Comité Central para organizações sociais do partido do batuque e da maçaroca, Zeca Castro Morgado, que encabeçou a brigada nesta província, a Frelimo compromete-se a cumprir, na íntegra, o manifesto eleitoral que mereceu a total confiança do seu eleitorado, e cujo programa quinquenal do governo, estende-se até 2014.

 

Zeca Morgado revelou ter constatado, na visita à Nacala-porto, a satisfação da população daquele distrito em virtude do crónico problema de falta de água ter sido já solucionado substancialmente mercê da governação empenhada da Frelimo. O problema de falta de água está resolvido satisfatoriamente, embora ainda não tenha abrangido toda a população necessitada. Mas, não restam dúvidas de que o sistema de abastecimento melhorou. Sublinhou.

Durante o seu périplo na província, Morgado instou às organizações sociais do seu partido, nomeadamente a Organização da Juventude Moçambicana (OJM) e Organização da Mulher Moçambicana (OMM), que considera terem evoluído em termos qualitativos e de assumpção dos princípios patrióticos e de moçambicanidade, para junto das comunidades não só velar por actividades politicas, como, também, empenhar-se noutras vertentes, designadamente no combate a doenças endémicas que semeiam luto no país.

Nos seus contactos uma outra locução, aquele responsável também enfatizou a necessidade de se empreender uma mobilização dos jovens que completam 35 anos de idade no dia 25 de Junho próximo, que coincide com a idade da Independência Nacional, para nessa data, participarem nas cerimónias centrais na capital do país, conjuntamente com os representantes de outras províncias do país. Iniciativa que servirá para a demonstração da idade jovem e pacífica da nossa independência, que este ano se comemora sobo lema “Moçambique:Três gerações, Um só povo.”

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!