Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Forquia foge da imprensa e justifica-se na Assembleia Provincial

Quase toda gente quer saber até quando as obras de reabilitação das estradas da cidade de Quelimane, vão ter fim. Depois de tantas promessas, ainda não se chegou à conclusão. de até quando? O director provincial das Obras Públicas e Habitação na Zambézia, Cristóvão Forquia, que representa o governo neste acto, parece não ter mais uma justificação palpável em volta deste assunto. Porque já veio por três vezes dizer que as obras terminam no dia “X” depois mudava e diziam que não, porque faltou isto mais aquilo então, só serão entregues no dia “Y”. Mesmo neste dia “Y”, as obras não foram entregues ao governo.

Quando foi pressionado pela imprensa, Forquia preferiu fechar entre copas, não querendo já aparecer como o “falador” do governo nesta área. A última vez, quando os jornalistas estiveram no seu gabinete de trabalho, o director das Obras Publicas e Habitação nem sequer foi capaz de dar resposta satisfatória, tendo remetido aos escribas as empresas que estão a executar as obras.

Como este assunto não só interessa a imprensa, os membros da Assembleia Provincial da Zambézia, fizeram constar na sua agenda de perguntas ao governo esta questão das obras. Até estes foram mais longe, pediram explicações sobre a qualidade das mesmas.

Naquela sala da casa da cultura, o DPOPH, conseguiu abrir-se, provavelmente sabia que apenas ia responder e nada mais. Ele disse que o prazo para entrega das obras foi prorrogado para Novembro corrente, mas não apontou uma data concreta. Se olharmos o calendário, o mês de Novembro tem trinta dias, e de hoje ate lá, faltam 25 dias.

Esta atitude de Cristóvão Forquia, só mostra claramente que viu a Assembleia Provincial como o elo mais fraco onde ele possa dar justificações a sua maneira.

Porque afinal de contas, o director das Obras Públicas, sempre quis aparecer em público para dizer algo sobre as obras, isto através da imprensa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!