Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Formação é prioridade para forças armadas-Filipe Nyussi

O ministro moçambicano da defesa nacional, Filipe Nyussi, defendeu esta sexta-feira, no distrito de Chókwè, província de Gaza, no sul de Moçambique, que a formação de militares é uma prioridade do sector que dirige. Para o ministro, só com militares dotados de habilidades e destrezas, as Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) poderão levar a bom porto a missão de defesa do país e da integridade territorial.

Nyussi, que falava na cerimónia de abertura do ano lectivo militar, sublinhou que o Governo tem a convicção de que o domínio do conhecimento de arte militar constitui uma ferramenta indispensável para a análise e compreensão dos cenários de evolução.

Para o ministro, o conhecimento é um mecanismo menos oneroso de ajustamento da instituição militar às constantes mudanças que se registam no universo. “Só com militares dotados de habilidades e destrezas, as Forças Armadas poderão levar a bom porto a missão de defesa da Pátria e da integridade territorial, bem como a manutenção de um ambiente de paz e de estabilidade social no nosso País, factores indispensáveis para o desenvolvimento de uma Nação”, disse.

Nyussi salientou que o Ministério da Defesa Nacional (MDN) encara o ano lectivo militar de 2010 como uma oportunidade para desafiar a competência e garantir o constante aperfeiçoamento dos conhecimentos teóricos e práticos dos militares das FADM. “As iniciativas de formação que se têm vindo a desenvolver fazem parte de um projecto ambicioso que, em última instância, tem por objectivo prover o País de Forças Armadas profissionais, através do incremento da qualidade do capital humano”, explicou.

O ministro acrescentou que “é neste contexto que se enquadra o Treino Operacional enquanto mecanismo através do qual as FADM promovem e aprimoram a disciplina, a organização, a gestão moderna e integrada dos recursos humanos, visando alcançar um elevado estado de prontidão combativa das tropas”. Na ocasião, Nyussi falou dos objectivos estratégico do sector da Defesa Nacional para os próximos cinco anos, entre os quais constam a necessidade de garantir a prontidão combativa das Forças Armadas por forma a que sejam capazes de cumprir as missões preconizadas pela Constituição da República.

Por outro lado, os objectivos estratégicos preconizam o melhoramento da estrutura organizacional e operacional das FADM para enfrentarem os desafios da implementação da política de defesa nacional, o asseguramento do cumprimento das missões perenes de manutenção de paz e de carácter humanitário, bem como, consolidar as bases jurídico-legais que definem os princípios orientadores do funcionamento da instituição de defesa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!