Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Forças de segurança pública e privada unificam acções de actuação

As Forças de Segurança Pública e Privada em exercício na autarquia local, acordaram consensualmente em desenvolver acções conjuntas para o combate sem tréguas contra o recrudescimento da onda de criminalidade que se tem registado, nos últimos tempos, na capital e província de Nampula.

O consenso foi alcançado, segunda-feira, durante um encontro de Planificação Conjunta de Acções e Prevenção de Crimes contra segurança de pessoas e bens na autarquia de Nampula, realizado entre o Pelouro de Protecção Municipal Fiscalização e as Forças de Segurança Públicas e Privadas locais.

Organizado pelo Concelho Municipal da cidade de Nampula, o encontro contou com a participação da Polícia da República de Moçambique (PRM), Segurança Privada, Núcleos dos Conselhos Comunitários, Polícia Camarária, que, depois de se debruçarem exaustivamente sobre os actuais índices de criminalidade que têm vindo a assumir proporções alarmantes nos últimos tempos, com particular incidência no município de Nampula, defenderam a necessidade da realização mais frequente de reuniões congéneres de plaficação, e sugeriram o envolvimento dos vários segmentos da sociedade na denúncia dos meliantes.

Por outro lado, os participantes sublinharam a importância do estabelecimento de uma nova postura camarária, em relação aos horários de funcionamento das barracas de venda de bebidas alcoólicas, locais onde os malfeitores engendram as suas criminosas incursões.

Observaram, ainda, que a ausência de colaboração entre as forças de segurança públicas e privadas foi apontada como uma das principais causas que tem corrido para o actual clima de insegurança de pessoas e bens que ocorre na município de Nampula.

O presidente da Assembleia Municipal de Nampula, Tiago Fumo, no seu discurso de abertura, reconheceu a urgência da reformulação das actuais acções de combate contra a criminalidade visando a salvaguarda do crescimento sócio-económico que a província tem vindo registar.

Tiago Fumo frisou que todos são chamados a unir esforços no sentido de desenvolvver estratégias que visem estancar os focos de criminalidade e garantir a ordem e segurança públicas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!