Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Forças armadas recebem um milhão de preservativos

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) vão receber um milhão de preservativos por ano, no âmbito dos esforços de prevenção e combate ao HIV/ SIDA em curso no país.

Esta informação foi revelada hoje, em Maputo, pelo representante do PSI em Moçambique, Arild Drivdal, durante a cerimónia de lançamento de nova marca de preservativos denominado “Jeito de Manobra”, que tem um revestimento de camuflagem (farda de militares).

De acordo com Drivdal, os preservativos serão distribuídos gratuitamente em todos os quartéis do país para encorajar o seu uso pelos militares para a prevenção da transmissão do HIV/SIDA, bem como de doenças sexualmente transmissíveis. “Nós esperamos distribuir preservativos em quantidade necessária, mas em princípio a meta é distribuir um milhão de preservativos só para as forças armadas por ano”, referiu.

O novo preservativo, da família de Jeito, uma marca lançada na década de 90 em Moçambique, foi produzido especialmente para o grupo de militares, embora esteja disponível no mercado para outros grupos de cidadãos. Drivdal explicou a jornalistas que, “em princípio, todo o preservativo tem o mesmo objectivo: proteger, mas existe diferença do material e empacotamento, como é o caso do Jeito de Manobra”. Por sua vez, o Comandante da Força Aérea de Moçambique, Major General Raul Dick, disse, na ocasião, que o “Jeito de Manobra” constituiu mais uma arma de prevenção e combate ao HIV/SIDA nas Forças Armadas.

“O Jeito de Manobra é mais uma arma que vem reforçar e fortificar em termos qualitativos e quantitativos a luta contra o HIV/SIDA e outras doenças sexualmente transmissíveis”, afirmou, acrescentando que “esperamos que tenha um impacto positivo porque os militares vão acatar o nosso apelo e começar a usar o preservativo”.

Dick sublinhou que é altura de todos os moçambicanos reforçarem a ideia de que cabe a cada um, em particular, e à sociedade, no geral, adoptar uma conduta baseada na dignidade e fidelidade para com o parceiro sexual. O comandante apelou aos militares a usarem o preservativo correctamente. O “Jeito de Manobra” é fruto de uma parceira que envolve a Agência norteamericana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), PSI e o Governo de Moçambique, com objectivo de massificar o uso de preservativo, sobretudo no seio dos militares, que têm a missão de defender a soberania nacional.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!