Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

FMI contra queda de taxas de juro de referência

As taxas de juro de referência do Banco de Moçambique (BM) deverão ser mantidas inalteradas, ao longo de 2011, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), realçando que esta é uma das medidas recomendadas ao Governo com vista a conter expectativas de inflação e permitir que a mesma retorne aos níveis de um dígito no final do presente ano.

A mesma instituição, na voz de Victor Lledo, representante do FMI, em Moçambique, afirma defender também que as despesas do Estado contidas na lei orçamental de 2011 aprovada pela Assembleia da República (AR) não devem ser ultrapassadas e que espera ver finalizada já a nova estratégia de redução da pobreza a ser aprovada “dentro em breve” pelo Conselho de Ministros.

Lledo lamentou o facto de a pobreza em Moçambique não ter diminuído, não obstante o país estar a registar “um elevado crescimento económico nas últimas duas décadas”.

Contudo, estas “medidas muito apertadas”, segundo Lledo, deverão abrandar ao longo do presente ano, por haver forte intenção do Governo em conter a um dígito a inflação até finais de 2011.

O representante do FMI falava à imprensa por ocasião do fim da visita a Moçambique de uma missão da instituição vinda da sua sede, em Washington, Estados Unidos da América (EUA), de avaliação do programa trienal do Instrumento de Apoio à Política Económica (PSI).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!