Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

FMF reprova Estádio Municipal de Nampula

A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) reprovou o Estádio Municipal de Nampula, cuja construção se encontra a mais de 80 porcento de execução, devido aos inúmeros erros que a infra-estrutura apresenta.

A nota negativa, das obras do maior complexo desportivo da cidade de Nampula, foi atribuída por Faizal Sidat, presidente da Federação Moçambicana de Futebol, que visitou, recentemente, aquelas infra-estruturas desportivas para se inteirar do nível de execução, e ver se as mesmas estavam preparadas para acolher os primeiros jogos do Moçambola da presente temporada.

Contra todas as expectativas do Ferroviário de Nampula de realizar os jogos da primeira maior competição do calendário futebolístico nacional, Sidat descarta a possibilidade de o Estádio Municipal acolher as partidas do Moçambola, pois este não reúne todas as condições necessárias.

Refira-se que dos problemas a serem resolvidos destacam-se o acabamento de balneários, rectificações de vulto na bancada VIP, colocação de balizas com as dimensões que obedecem aos padrões exigidos e obras na pista de atletismo (em redor do campo) que está num estado avançado de degradação.

“Com esta situação não se pode realizar jogos neste estádio, porque entendemos que as condições ainda não estão criadas”, disse Sidat.

Sidat dá ultimato a Royal Plastics Construction

O presidente da Federação Moçambicana de Futebol deu um ultimato ao empreiteiro das obras de construção do Estádio Municipal, a Royal Plastics Construction, para que esta resolva o problema em duas semanas. “Eu vim apenas fazer a pré-vistoria do estádio e constatei que muita coisa ainda há por se fazer”, disse.

A Royal Plastics Construction argumenta afirmando que dos problemas que as obras apresentam, grande parte deve-se a correcções frequentes, que ia recebendo durante a execução, por parte do Conselho Municipal da Cidade de Nampula (CMCN), da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e do Ministério da Juventude e Desportos (MJD).

A título de exemplo, Mehendi Tawi, engenheiro e proprietário da Royal Plastics Construction, disse que numa das visitas de Fernando Sumbana Júnior, antigo ministro da Juventude e Desportos, este terá ordenado a rectificação da bancada VIP, sugerindo a colocação de vidros de modo a evitar-se o contacto entre as celebridades e o público.

Já o Conselho Municipal de Nampula viria a defender a colocação de redes nas bancadas sol, a remoção das balizas, entre outros aspectos.

Conduto, Tawi garantiu que a sua instituição vai corrigir os problemas, considerados urgentes, de modo a permitir a realização de jogos, e assegurou que as obras poderão estar concluídas, na sua totalidade, até finais de Maio do corrente ano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!