Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Fluxos externos estabilizam Metical no primeiro trimestre de 2012

A divisa moçambicana, o Metical, foi estável ao longo do primeiro trimestre de 2012, fruto da entrada líquida de 251,6 milhões de dólares norte-americanos, mais 33 milhões de dólares relativamente a igual período de 2011.

O fluxo resultou também na redução da vendas de divisas pelo Banco de Moçambique (BM) e grande parte destes fluxos foi direcionada para o Investimento Directo Estrangeiro (IDE) no montante de 487 milhões de dólares norte-americanos.

Excluindo as transacções financeiras dos grandes projectos, a entrada de divisas reduziu em 90,3 milhões de dólares, dado que houve constituição de depósitos no exterior no montante de 209 milhões de dólares, não obstante o incremento do fluxo de investimento directo estrangeiro que passou de 12,7 milhões de dólares, no primeiro trimestre de 2011, para 112,7 milhões de dólares no período em análise, de acordo com o Banco de Moçambique.

De entre as principais formas de realização do investimento directo estrangeiro destacam-se os empréstimos e adiantamentos concedidos pelos investidores directos às suas empresas subsidiárias em Moçambique.

Indústria extractiva

Ainda no primeiro trimestre de 2012, a indústria extractiva, entretanto, incrementou em 45,9% o volume das importações moçambicanas, para 1369,4 milhões de dólares norte-americanos.

A situação resultou do au- mento do volume do investimento neste sector que se regista nestes últimos anos para o desenvolvimento das actividades de pesquisa e exploração dos hidrocarbonetos.

Contudo, as importações decresceram no período em análise em cerca de 1,7%, face ao período homólogo de 2011 devido à queda na importação de combustíveis e medicamentos, principalmente, em 41,2% e 57%, respec- tivamente.

Refira-se, entretanto, que cerca de 522 milhões de dólares norte-americanos foram desembolsados de Janeiro a Junho de 2012 pelo banco central para importação de combustíveis.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!