Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Filho de ex-Presidente senegalês detido por enriquecimento ilícito

O ex-ministro de Estado, Karim Wade, filho do antigo Presidente senegalês Abdoulaye Wade (2002-2012), foi inculpado e detido, Quarta-feira (17), com sete outras pessoas, pela Comissão de Instrução do Tribunal de Repressão do Enriquecimento Ilícito (CREI), soube a PANA de fonte judicial.

A Comissão de Instrução foi solicitada pelo procurador especial junto da CREI que, no termo dum inquérito de vários meses, revelou índices que tendem a demonstrar que Karim Wade, poderoso ministro das Infraestruturas, da Energia, dos Transportes Aéreos e da Cooperação Internacional durante o regime do seu pai, instalou um sistema sofisticado que lhe teria permitido angariar em detrimento do Estado um património avaliado em cerca de 700 biliões de francos CFA (mais de 1 bilião de dólares americanos).

Karim Wade tinha um mês, a partir de 15 de Março último, para responder às alegações do procurador especial, que julgou os seus argumentos insuficientes após a expiração deste prazo e procedeu à sua detenção, Segunda-feira última.

Sete outras pessoas que teriam ajudado Karim Wade a instalar o seu sistema de desvio de fundos baseado na criação de empresas off-shore e de figuras de proa foram igualmente detidas na Cadeia Central de Dakar.

A Comissão de Instrução da CREI tem seis meses para realizar o seu inquérito, no termo do qual ela deverá fazer comparecer Karim Wade diante da sua jurisdição ou o colocar em liberdade se o enriquecimento ilícito não for provado.

Os advogados de Karim Wade e a formação política dirigida pelo seu pai, o Partido Democrático Senegalês (PDS), rejeitaram as acusações proferidas contra ele e denunciaram uma “perseguição injustificada” do novo regime do Presidente Macky Sall.

Karim Wade caiu em desgraça alguns meses depois da perda do poder pelo seu pai, derrotado em Março de 2012 pelo actual chefe de Estado, Macky Sall, que fez do exercício virtuoso do poder e da luta contra a impunidade, temas de campanha.

Logo depois da sua instalação, o Presidente Macky Sall aplicou uma velha lei sobre a repressão do enriquecimento ilícito que foi aplicada então apenas contra duas pessoas nos anos 80 antes de ser esquecida. Karim Wade poderá ser a terceira vítima, enquanto a Gendarmaria termina os numerosos dossiers que envolvem vários dignitários do antigo regime.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!