Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Fica a Saudade na despedida definitiva de Cesária Évora da música e dos palcos

Faleceu a Diva dos pés descalços

Cesária Évora, a voz cabo-verdiana mais conhecida do mundo, anunciou na passada sexta-feira (23) em Paris o adeus definitivo à música e aos palcos, cancelando toda a digressão que tinha prevista. Aos 70 anos, a cantora do Mindelo põe assim um ponto final na carreira por motivos de saúde.

A notícia chegou num comunicado da editora, Lusafrica, que explica que a cantora chegou a França, para onde tinha agendada uma série de concertos, num estado de “grande debilidade”. “Os médicos que a seguem em Paris ordenaram o cancelamento da sua próxima digressão. Cesária decidiu então, em conjunto com o seu produtor e agente, José da Silva, pôr um fim de maneira defi nitiva à sua carreira.”

Os problemas de saúde de Cesária Évora têm vindo a complicar-se desde 2008, quando, em Março, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) durante um concerto na Austrália. “Os seus novos problemas de saúde são consequência das várias operações cirúrgicas a que tem sido submetida nos últimos anos, entre elas, uma operação a coração aberto em Maio de 2010”, continua o comunicado.

“Eu já não tenho força, nem energia. Eu quero que diga aos meus fãs: desculpem-me, mas agora eu tenho que repousar. Eu lamento infinitamente ter que me retirar por causa da doença, eu queria continuar a dar prazer a todos os que me têm seguido desde há muito tempo”, disse Cesária Évora ao Le Monde, revelando que aos 70 anos, completos a 27 de Agosto deste ano, já não está em condições de continuar na música.

Ao jornal francês a cantora, conhecida como a “Diva dos Pés Descalços”, por actuar sempre descalça, contou que depois dos exames médicos a que tem sido submetida no Hospital Americano de Neuilly, em Paris, voltará para junto da sua família na sua terra natal, na ilha de São Vicente.

Cesária Évora tem sido apelidada como uma das maiores vozes do mundo da “morna”, música que transmite a melancolia das ilhas cabo-verdianas. As suas músicas, como Saudade, valeram- -lhe ao longo dos anos comparações a Edith Piaf e Billie Holiday.

A cantora, que começou a cantar nos bares de Mindelo, iniciou a sua carreira internacional em 1988, quando foi convidada para gravar um disco em Paris, La Diva aux Pieds Nus.

Em 2004, Cesária Évora, já conhecida internacionalmente, venceu o Grammy de Melhor Álbum World Music Contemporâneo com Voz d”Amor. Em 2007, a cantora foi condecorada pelo então Presidente francês Jacques Chirac com a Legião de Honra de França.

No ano passado, Cesária Évora foi homenageada no seu país, Cabo Verde, com um prémio carreira na gala dos Cabo Verde Music Awards.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!