Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Banda fenómeno

Um vídeo amador de seis minutos deu popularidade global a um grupo anónimo de Curitiba. A sério que ainda não viu a Oração?

{youtube}QW0i1U4u0KE{/youtube}

Um rapaz de Curitiba lança um vídeo no YouTube e partilha-o com os amigos do Facebook antes de sair para almoçar. O teledisco caseiro, filmado num único plano de sequência com uma máquina amadora, tem seis minutos e três segundos e mostra uma festa de 16 amigos vestidos de forma descontraída, sempre sorridentes.

Aparecem a cantar a Oração por todos os cantos da casa centenária da avó de um deles: nos quartos, nas escadas, entre os electrodomésticos da cozinha, nos corredores ou à janela. A música, com duas estrofes muito simples repetidas mais de 10 vezes, é tão alegre e pacífica como o grupo de amigos que nos últimos minutos do vídeo se junta na sala a dançar, a rir, a saltar em cima do sofá e a atirar papelinhos ao ar.

O rapaz de Curitiba, Vinicius Nisi, volta do almoço e nem acredita: a canção da banda onde é teclista já teve centenas de visualizações e comentários positivos. Em menos de 24 horas, 33 mil pessoas ouviram- -na; uma semana depois ultrapassou um milhão de cliques. Passaram 15 dias e chegou às cinco milhões de visualizações.

Antes de a febre da Oração se instalar na Internet, a Banda Mais Bonita da Cidade era uma absoluta desconhecida. Existia há dois anos, mas tinha dado apenas cinco concertos, não tinha discos gravados (todos os projectos enviados para editoras foram ignorados) e os seus cinco membros – Vinicius, Uyara, Luís, Diego e Rodrigo – tocavam noutros grupos musicais.

Com o sucesso repentino, a banda já pensa num CD, mas não quer recorrer a editoras: a produção será paga através dos donativos dos fãs, que os depositam num site. “Achamos que é a maneira mais democrática”, explica Rodrigo Lemos, guitarrista, de 28 anos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!