Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Festas manchadas por sangue e cadáveres nas estradas moçambicanas

Festas manchadas por sangue e cadáveres nas estradas moçambicanas

Foto de Cidadão RepórterA Polícia da República de Moçambique (PRM) considera que a recém-quadra festiva decorreu num ambiente de ordem e tranquilidade mercê da colaboração da população, que em caso de indícios de situações anómalas efectuou denúncias. Contudo, fora dos lares e de outros lugares onde o convívio era pretensamente calmo, em algumas estradas moçambicanas pelo menos 35 pessoas morreram, 88 contraíram ferimentos, 21 das quais em estado grave, num total de 39 acidentes de viação, na sua maioria perpetrados por jovens, entre às 18h00 e meia-noite.

Na última semana de festas 2014/15, houve 48 mortes, 39 feridos graves e 53 ligeiros resultantes de 59 sinistros rodoviários. Nas festividades de 2015/16 registou-se uma ligeira redução, mas a inquietação prevalece, pois trata-se de vidas humanas que na maioria dos casos são ceifadas por condutores tidos como irresponsáveis pela Polícia.

De acordo com Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da PRM, o grosso dos sinistros, causados pelo excesso de velocidade, pelas ultrapassagens irregulares e manobras perigosas, foram os atropelamentos, os choques entre carros, os despistes e capotamento e os choques entre viaturas e motorizadas.

Os protagonistas dos acidentes alusão têm idades compreendidas entre 18 a 31 anos. A Polícia apela para que os automobilistas redobrem a atenção quando se fazem à via publica à noite, disse o agente da Lei e Ordem.

Por sua vez, a Polícia de Trânsito (PT) fiscalizou 45.934 veículos, impôs 9.603 multas, apreendeu 104 carros e 470 cartas de condução e confiscou 44 livretes.

Enquanto isso, 2.272 pessoas foram detidas por alegado cometimentos de crimes cuja natureza a Polícia não especificou. Destes cidadãos, 2.120 viram a sua liberdade privada por violação de fronteiras, 150 por prática de diversos delitos, 18 por se fazerem ao volante sem habilitações para o efeito e dois por migração ilegal.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!