Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ferta abundante e dólar forte derrubam petróleo em NY

Os preços do petróleo fecharam em baixa esta segunda-feira em Nova York, onde o barril de referência caiu abaixo dos 85 dólares, em um mercado afetado pelas elevadas reservas nos Estados Unidos e uma moeda fortalecida.

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do West Texas Intermediate (designação de “light sweet crude” negociado nos Estados Unidos) para entrega em junho fechou em 84,20 dólares, uma queda de 92 centavos em relação à sexta-feira. No InterContinentalExchange de Londres, o preço do barril de Brent do Mar do Norte com igual vencimento caiu 42 centavos, para 86,83 dólares. “A oferta é considerável e evidentemente, a alta do dólar não ajudou o mercado de petróleo”, resumiu Bart Melek, da BMO Capital Markets.

O WTI interrompeu sua alta de sexta-feira, quando tinha ganhado cerca de 1,50 dólar, apesar de uma leve resistência na abertura do mercado. O fortalecimento do dólar, sinal de uma certa resistência ao risco por parte dos investidores, moderou o impulso de alta do combustível. As persistentes dúvidas em relação à Grécia, que negocia a ajuda financeira solicitada oficialmente à União Europeia e ao Fundo Monetário Internacional (FMI), aumentaram a prudência dos investidores.

A Grécia prometeu nesta segunda-feira novas medidas para organizar suas finanças como contrapartida à ajuda da UE e do FMI, enquanto os principais líderes europeus tentaram atenuar suas discordâncias sobre ajuda, que continua alimentando a desconfiança dos mercados.

O mercado também era afetado pela abundante oferta de petróleo nos Estados Unidos. “Os depósitos de Cushing (principal terminal petroleiro do país, situados em Oklahoma) registram níveis próximos ao recorde, as reservas aumentaram na semana passada 5,8%, para 34,1 milhões de barris, deixando apenas em torno de 16 milhões de barris de capacidade ainda não utilizada”, afirmou Mike Fitzpatrick, da MG Global.

Essa situação “continua derrubando os preços dos contratos de curto prazo de WTI”, destacaram analistas do JPMorgan. Tradicionalmente, o West Texas Intermediate é negociado a um preço superior ao Brent em Londres, mais pesado, mas atualmente existe uma diferença de mais de dois dólares a favor do último.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!