Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ferroviário de Nampula sem data para abrir suas oficinas

O Clube do Ferroviário de Nampula, Norte de Moçambique, um dos representantes desta região na fina flor do futebol moçambicano, o Moçambola, ainda não tem data prevista para abrir as oficinas na presente época futebolística de 2013.

Porém, já tem três reforços, dois sul-africanos e um malawiano. A demora na abertura das oficinas do clube está a preocupar os amantes de futebol neste ponto do país.

Aliás, o que mais desassossega aos adeptos da colectividade verde e branca é o facto de a direcção não se pronunciar publicamente sobre o andamento do mesmo clube.

Nos anos anteriores a abertura da época futebolística não ultrapassou a primeira quinzena de Janeiro, mas este ano aconteceu pela primeira vez.

O @Verdade contactou a direcção dos locomotivas de Nampula e a única informação oficial fornecida refere que o rumo que a equipa vai tomar nesta época será deliberado este sábado (26) na Assembleia-Geral Ordinária.

Alguns pontos da agenda são a apresentação do relatório de actividades e de contas do exercício de 2011 e remodelação da mesma irecção com vista a proporcionar uma nova dinâmica.

Refira-se que esta remodelação deve-se, em parte, ao incumprimento das metas da equipa sénior, que no ano passado tinha a obrigação de conquistar os três primeiros lugares da tabela classificativa no Moçambola e ir à final da Taça de Moçambique.

Nesta última prova, o ferroviário de Nampula foi eliminado nos oitavos-de-final pelo seu homónimo de Pemba, ora despromovido. Na prova máxima, terminou em 8º lugar, o que não agradou os sócios.

António Munguambe, actual vice-presidente para alta competição dos locomotivas de Nampula, disse estar agastado com a crise de resultados que o clube vive nos últimos anos, apesar de todas as condições criadas para uma melhor prestação. “A única modalidade que nos honra com troféus é o atletismo. Há que fazer algo para inverter o cenário.”

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!