Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

FC Porto perde e está fora da Taça da Liga portuguesa, Jonas volta aos golos e Benfica vence

O FC Porto está outra vez fora da meia-final da Taça da Liga portuguesa em futebol, e desta vez perdeu com o Moreirnse num jogo em que acabou com nove por expulsão de Danilo e Brahimi. Ainda nesta terça-feira o Benfica venceu facilmente o Vizela, Jonas voltou a marcar mais de quatro meses depois, e está com um pé na final four da prova.

O Moreirense passou pela primeira vez à meia-final e fez um jogo em que foi agressivo, defendeu bem e marcou um golo, num contra-ataque aos 48″ finalizado por Francisco Geraldes (e em que Brahimi não acompanhou o adversário…). E podia ter marcado mais, quando os dragões perderam a cabeça e o árbitro começou as expulsões a uma equipa que fez dez faltas, enquanto os homens da casa fizeram 25 e só viram amarelos.

Foi a terceira derrota da época da equipa portista, que passa a segunda época seguida sem ganhar um jogo nesta competição.

Jonas bisa em recital de Zivkovic

O Benfica somou a segunda vitória na fase de grupos da Taça da Liga e está agora a apenas um ponto de garantir o apuramento para a final four da competição.

Empurrados por um “elétrico” chamado Zivkovic, que fez gato-sapato da defesa do Vizela, os encarnados controlaram todos os minutos do primeiro tempo. A bola poucas vezes saiu de junto da área dos visitantes e as águias só não chegaram ao intervalo com o jogo resolvido por manifesta falta de pontaria.

O jovem internacional sérvio desenhava as jogadas e os cruzamentos milimétricos, mas na finalização os seus colegas não correspondiam. Ainda assim, Mitroglou, aos 27 minutos, lá conseguiu enviar de cabeça a bola para o fundo das redes, mas já antes o grego, e por várias vezes Jonas, de baliza aberta, atiraram para as nuvens. O Benfica chegou ao intervalo a vencer com justiça e Ederson era um mero espectador.

Para ainda sonhar com um possível apuramento, a equipa de Rui Quinta teria de responder no segundo tempo, mas um golo a abrir de Lisandro, de cabeça, num canto marcado por… Zivkovic, deitou por terra as esperanças do Vizela. Aliás, a equipa nortenha pouco mais conseguiu fazer, pois a vencer por 2-0 os encarnados nunca tiraram o pé do acelerador, sobretudo Zivkovic, que muito prometeu, sobretudo no entendimento com Jonas.

O brasileiro haveria de regressar aos golos, que tanto procurou, aos 57 minutos, na marcação de um livre directo e mais de quatro meses depois de ter festejado o último de águia ao peito.

Não conformado, o brasileiro, que fugia facilmente à marcação dos vizelenses, conseguiria o bis três minutos depois. Mais uma vez Zivkovic encontrou o brasileiro com um cruzamento da direita para a cabeça do pistoleiro.

Com o quarto golo, as águias aproveitaram para reduzir a velocidade e Rui Vitória deu descanso a jogadores como Pizzi e Jonas. O Vizela cresceu um pouco, mas só aos 81″ conseguiu um remate digno de registo, que Ederson segurou sem dificuldades.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!