Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Farma Sul-Africana contrata dois mil moçambicanos

A farma “ZZ2”, sedeada na província sul-africana do Limpopo, pretende contratar, a partir do corrente ano, dois mil jovens de ambos os sexos, na província de Gaza, no sul de Moçambique, para trabalharem nas suas plantações.

O facto foi anunciado, quinta-feira, pela directora provincial do Trabalho em Gaza, Maria da Graça Jacinto Mula, tendo adiantado que aquela farma pretende recrutar os moçambicanos em três fases com o primeiro grupo abrangendo 600 trabalhadores.

“Deste total, 20 beneficiarão de um engajamento imediato a partir do posto fronteiriço de Pafúri (Gaza)”, explicou Mula.

A fonte citada pelo jornal “Diário de Moçambique”, destacou que o desejo da “ZZ2” resulta da acção diplomática levada a cabo no domínio trabalho, durante a visita que a ministra do Trabalho, Helena Taipo, efectuou, ano passado, à vizinha República da África do Sul.

Mula acrescentou que tal acção já está a traduzir-se num ganho para o país, através do qual a província de Gaza abre novas perspectivas de cooperação e reforço da ideia de geminação entre esta e a sua vizinha do Limpopo, do lado sul-africano.

“É sem duvida uma valiosa contribuição para a redução do desemprego e da pobreza em Moçambique”, vincou a directora. Actualmente, decorrem em Gaza trabalhos de identificação e selecção do pessoal junto dos postos administrativos e recolha de documentos para a emissão de passaportes.

A ZZ2 é uma farma produtora de tomate, entre outros vegetais, a “ZZ2”, que conta, actualmente, com pouco mais de 1.200 trabalhadores moçambicanos contratados a partir da fronteira da Ressano Garcia, na província de Maputo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!