Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Faltam USD 66 milhões para se atingir 70% do abastecimento de água até 2025 em Nampula

O governo da província de Nampula afirma que necessita de 66 milhões de dólares para desenvolver as acções que visem atingir 70% do abastecimento de água potável nas zonas rurais e urbanas, até 2025, meta fixada pela Organização das Nações Unidas (ONU) no contexto dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

Para além deste montante, na província mais populosa de Moçambique, o sector das Obras Públicas e Habitação precisa de mais meios financeiros e materiais para implementar as actividades que visam garantir o alcance das metas fixadas pela ONU.

O governo provincial de Nampula disse, esta Quinta-feira (11), reunida em quinta sessão do executivo local, que, anualmente, a província deve construir em média 860 fontes de água para abastecer a população que reside no meio rural e entre 1.300 e 1.400 ligações para os pequenos sistemas de abastecimentos do mesmo precioso líquido, facto que vai requerer 66 milhões de dólares, valor que até este momento não existe.

Entretanto, espera-se que os parceiros de cooperação desembolsem os seus apoios. O director provincial das Obras Públicas e Habitação, Bento Mualoja, disse que existe um plano de construção de 950 fontanários e 12.500 ligações domésticas, zonas urbanas, por ano. Este trabalho está orçado em 129 milhões de dólares.

“Provavelmente teremos de encontrar outras estratégias para as zonas rurais, tais como construção de pequenas represas e sistemas de captação de água das chuvas ao invés de apenas furos”, acrescentou aquele responsável.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!