Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Falsos funcionários da Migração detidos em Manica

Quatro cidadãos que se faziam passar por funcionários dos serviços de Migração, na província de Manica, encontram-se a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), desde a passada quinta-feira (05), acusados de cobranças ilícitas supostamente para agilizar o tratamento de passaportes e outros documentos emitidos por aquela instituição do Estado.

O grupo está detido na 1ª esquadra da PRM, na cidade de Chimoio, e dele faz parte um quinto indivíduo foragido.

Elcídia Filipe, porta-voz da PRM naquele ponto do país, disse a jornalistas que as autoridades policiais apreenderam, das mãos dos visados, bilhetes de identidade, fotografias tipo passe, 12 mil meticais, alegadamente provenientes do crime em alusão, e diversos documentos usados para tratar passaportes e DIRE’s.

Um dos acusados, que responde pelo nome de Soares Costa, identificou-se como intermediário dos serviços de Migração. O seu trabalho e dos comparsas era feito com o conhecimento de certos funcionários da instituição, e recebia 50 a 200 meticais dos clientes, como gratificação.

Em declarações à imprensa o cidadão contou: “ficávamos no recinto para ajudar as pessoas que não sabem ler e escrever. Preenchíamos dos documentos e tudo fazíamos com o conhecimento de alguns funcionários da Migração, que nos chamavam para ajudar a tratar os documentos”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!