Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

F1 Escuderias anunciam reduções de custos pela crise

Luca di Montezemolo, presidente da Fota (Federação de Escuderias de Fórmula 1) anunciou em Gênova a adoção de medidas para reduzir os custos da equipe à metade entre 2008 e 2010.

Os custos dos motores, divididos por dois entre 2008 e 2009, diminuírão 37,5% entre 2009 e 2010, enquanto os gastos com chassis devem cair 30% entre 2009 e 2010, segundo Montezemolo.

A redução do número de sessões de treinos, que permitiu uma economia de 50% entre 2008 e 2009, continuará, para permitir mais 30% de redução dos custos. Os esforços em aerodinâmica deve reduzir os orçamentos à metade entre 2009 e 2010.

O Kers (“Kynetic energy recovery system”, ou sistema de recuperação de energia cinética), que permite transformar a energia acumulada nas travagens em potência adicional, cujo desenvolvimento foi muito caro, deve ser padronizado, com um preço de entre um a dois milhões de euros por equipe. “Nosso objetivo é reduzir os orçamentos em 50% em apenas dois anos”, afirmou Luca di Montezemolo, que comanda a Ferrari. “Começamos a discutir as reduções de custos em 2008. Nos antecipamos à crise econômica. Se não tivéssemos tomado estas medidas, teria sido difícil para algumas escuderias”, completou o presidente da Fota.

Paralelamente às medidas de corte de gastos, a Fota propôs uma mudança no sistema de pontuação, com 12 pontos para o vencedor de uma prova contra os 10 atuais. Também aconselhou um maior número de informações técnicas aos telespectadores durante a corrida.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!