Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Exportação de produtos mineiros aumenta 4,8% em 2009

As exportações de produtos mineiros de Moçambique aumentaram em 4,8% em 2009, apesar da queda em 0,4% da produção de gás natural devido à crise financeira mundial que teve repercussões negativas nos consumidores industriais da vizinha África do Sul onde o hidrocarboneto é comercializado industrialmente após a sua extracção na província meridional moçambicana de Inhambane.

O cenário concorreu para o plano de produção do gás natural ter sido realizado em 89,7%, em 2009, de acordo com o balanço do Governo moçambicano sobre Plano Económico e Social (PES) de 2009 que tinha fixado a meta de 120 milhões de gigajous, cuja realização ficou nos pouco mais de 107 milhões de gigajous. Também a meta de produção do condensado não foi cumprida cabalmente, tendo sido feita em 54,9%, situação que ficou a deverse à produção do gás natural ter sido inferior ao planificado e “ao início tardio da produção a partir do jazigo de Pande que contém um teor de condensado inferior ao jazigo de Temane”, explica o Conselho de Ministros ainda no seu documento.

Ouro em alta Relativo ainda à produção mineira de 2009, o ouro foi o metal que viu a sua meta ser realizada em 393,1%, tendo a taxa de crescimento sido de 78,1%, comparativamente a 2008, segundo igualmente vem realçado no supracitado documento que estima em 511 quilogramas a quantidade de ouro conseguida no período em apreço. Representando, entretanto, uma inversão da tendência dos indicadores programados no PES de 2009 de menos dois pontos percentuais, a produção de minerais cresceu em 22,3% devido ao contributo da produção do ouro, berilo, águas marinhas e turmalinas.

Por seu turno, o ilmenite produzido pelo projecto de areias pesadas de Moma, na província nortenha de Nampula, atingiu o nível de produção de 552 mil toneladas, contra cerca de 770 mil toneladas planificadas, “representando, no entanto, estes níveis um crescimento de 67,8%, devido ao contributo do rútilo e zircão que observaram incrementos de 6,2% e 227,4%, respectivamente, face ao ano anterior de 2008”, elucida o Conselho de Ministros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!