Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Europa recenseou 592 eleitores moçambicanos

Um total de 592 eleitores moçambicanos foram ja recenseados em 12 dias no Circulo eleitoral da Europa, que inclui Alemanha e Portugal, no ambito do segundo registo eleitoral de raiz em curso na diaspora com vista ao pleito de 28 de Outubro deste ano em Moçambique.

Trata-se de eleitores recenseados entre os dias 10 (data do arraque do processo) e 21 de Julho corrente, segundo informações recolhidas esta Quarta-feira pela AIM, em Lisboa. Dos 592 eleitores registados, 382 foram recenseados pelas brigas que trabalham em Portugal e os restantes 210 na Alemanha. O segundo recenseamento de raiz na diaspora decorre de 10 a 29 de Julho corrente.

O primeiro teve lugar em 2004, com vista ao pleito eleitoral realizado nesse ano. A nivel de Portugal, funcionam brigadas na Embaixada de Moçambique em Lisboa, no Centro, no Consulado no Porto, no Norte, em Coimbra (no Municipio local), no Centro, e outra móvel que, na primeira semana do recenseamento trabalhou em Faro e que nesta segunda semana está baseada em Portimão, no Sul de Portugal.

Na Alemanha, segundo Fernando Conselho, da Embaixada de Moçambique naquele país europeu, em contacto telefónico com a AIM esta Quarta-feira, funcionam duas brigadas, uma na Emaixada em Berlim (fixa) e a outra (fixa e móvel) no Consulado honorário em Hamburgo. Fernando Conselho sublinhou que, segundo o programa inicialmente definido, a Brigada móvel deveria percorrer vários pontos da Alemanha, mas acontece que neste momento está a enfrentar dificuldades, uma vez que a Lei alema veda a realização de trabalho do género fora das representações diplomaticas (Embaixada e Consulado Honorario).

A fonte acrescentou que a maior parte da comuniade moçambicana na Alemanha vive fora de Berlim e de Haburgo, o que provavelmente vai dificultar o registo de maior numero de compatriotas naquele pais. A diaspora, que inclui neste momento moçambicanos residentes na Europa (Alemanha e Portugal) e África (África do Sul, Suazilândia, Malawi, Quénia, Zâmbia, Tanzania e Zimbabwe), elege dois deputados à Assembleia da Republica (AR), o Parlamento moçambicano.

A Assembleia da Republica tem 250 assentos. Os moçambicanos vão às urnas no dia 28 de Outubro para escolher o Presidente da Repubica e deputados da AR, processo que este ano decorrerá em simultaneo com a escolha de representantes das Assembleias Provinciais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!