Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

EUA mantêm prisão secreta da CIA na Somália

A CIA, agência de inteligência americana, está usando uma prisão secreta na Somália para combater extremistas islâmicos, afirmou na passada terça-feira a revista “The Nation”. O relatório indica que a CIA tem “um complexo fortemente protegido” no litoral do oceano Índico, com mais de dez edifícios atrás de grandes muros de proteção.

O local tem seu próprio aeroporto e é vigiado por soldados somalis, mas com efetivos americanos no controle do acesso, segundo a revista. A “The Nation” assegura que o objetivo da mobilização é combater o grupo extremista somali Al Shabab, ligado à rede terrorista Al Qaeda e acusado de uma série de ataques contra os Estados Unidos. A reportagem acrescenta que a CIA “tenta criar uma força de ataque autônoma capaz de ‘combater’ a Shabab”. A mesma reportagem indica que a CIA também utiliza prisões secretas nos sótãos da sede da Agência Nacional de Segurança da Somália (NSA), onde estão os presos suspeitos de serem membros ou de terem ligação com a Al Shabab.

A instalação seria oficialmente administrada pelos somalis, mas a inteligência americana seria a responsável por pagar o salário dos agentes e interrogar os detentos. Alguns dos prisioneiros teriam sido capturados nas ruas do Quênia e levados de avião para Mogadício, capital da Somália. A presença da CIA em Mogadício é parte dos esforços de contra-terrorismo de Washington na Somália, que inclui ataques das forças de Operações Especiais dos EUA, bombardeios aéreos e atividades de vigilância. Cerca de 30 agentes americanos estão baseados em Mogadício.

Segundo a “The Nation”, a CIA teria relutância em lidar diretamente com políticos somalis, considerados corruptos por autoridades americanas. Em vez disso, os EUA têm apostado em colocar agentes de inteligência somalis no seu quadro de pagamentos. Eles receberiam salário mensal de US$ 200, o dobro da renda per capita anual na Somália.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!