Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Estrangeiros traficantes de drogas detidos em Maputo

A Policia moçambicana (PRM) na cidade de Maputo deteve, ao longo da semana passada, três cidadãos estrangeiros indiciados de prática do crime de tráfico de drogas pesadas.

Trata-se de dois camaroneses e um sul-africano, cujos nomes não foram revelados pela PRM, detidos no Aeroporto Internacional de Maputo na posse de três tipos de produtos diferentes que, apesar de ainda não saber a sua natureza, a Policia suspeita se tratar de droga.

“Eles foram encontrados na posse de seis quilogramas de pó castanho, 500 gramas de produto sólido castanho e 18 gramas de pedra cristalina”, disse Arnaldo Chefo, porta-voz do Comando da PRM na cidade de Maputo, falando hoje a imprensa sobre a situação criminal na cidade durante a semana passada.

“Estes produtos são drogas, mas estão agora a ser analisados no laboratório para se apurar o seu tipo”, disse Chefo, acrescentando que os proprietários da droga estão agora a contas com a Policia de Investigação Criminal (PIC).

Ainda na semana passada, a PRM registou um crime de homicídio voluntário perpetrado por um grupo de quatro pessoas por volta das três horas da madrugada do dia 20, no Bairro suburbano Ferroviário das Mahotas.

Os quatro malfeitores, munidos de armas de fogo, terão se introduzido numa residência e solicitado falar com o filho do proprietário da mesma, tendo depois convidado o jovem Abushir Sunga, de 21 anos de idade, para o quintal.

Chegado ao local, os malfeitores alvejaram mortalmente no jovem. Alertado pelo barulho dos tiros, o tio da vítima saiu ao quintal, tendo também sido ferido numa das nádegas.

“É um caso estranho”, admitiu Chefo, acrescentando que “pela forma como aconteceu o crime, parece haver alguma contradição entre as pessoas”.

Em conexão com este crime, a PRM deteve duas pessoas, designadamente Azarias Henrique (de 24anos de idade) e Pedro Alberto (39 anos) que estão a responder por este processo.

Além destas duas pessoas, a PRM deteve semana finda outros 44 bandidos indiciados de prática de diversos crimes, entre roubos, homicídios, ofensas corporais, entre outros.

A Policia lamenta que, entre os detidos, haja rapazes de 15 e 17 anos de idade, indiciados do crime de espancamento, bem como outros cerca de 16 jovens de idades compreendidas entre 22 a 26 anos de idade.

Deste grupo, fazem parte quatro estudantes, sendo dois da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a maior e mais antiga instituição do ensino superior no país.

Uma das estudantes da UEM encontra-se detida na terceira Esquadra da PRM porque espancou alguém. Por causa do mesmo tipo de crime, a sétima Esquadra da Policia deteve um outro estudante da UEM.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!