Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Estado Islâmico enfrenta Exército sírio em disputa por um campo de gás e causa 30 mortes

Os militantes do Estado Islâmico na Síria mataram pelo menos 30 combatentes pró-governo durante um ataque a um campo de gás, e testemunhas disseram que o confronto foi um dos mais violentos entre os dois lados, disse um grupo de monitoria, esta quarta-feira (29).

O Estado Islâmico tomou o campo de gás Sha’ar em Julho, matando cerca de 350 militares, combatentes pró-governo, guardas e trabalhadores, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, com sede na Grã-Bretanha.

As forças do governo reconquistaram o campo, a leste da cidade central de Homs, no mesmo mês. Numa nova rodada de confrontos na terça-feira, o Estado Islâmico tomou três poços e matou pelo menos 30 combatentes do governo e aliados, segundo o Observatório, que monitora a violência na Síria por meio de uma rede de fontes.

Os confrontos continuaram durante a noite, disse a organização.  Os confrontos em grande escala entre o governo sírio e o Estado Islâmico eram raros até o meio do ano, quando os jihadistas começaram a tomar posições do governo, incluindo uma série de bases militares na província de Raqqa, no norte.

Os confrontos entre as duas partes continuaram a ocorrer apesar dos bombardeios de forças lideradas pelas EUA contra o Estado Islâmico na Síria no mês passado. Os Estados Unidos afirmam que não coordenam as suas acções com o presidente sírio, Bashar al-Assad.

Cerca de 200 mil pessoas já morreram no conflito sírio, que tornou-se uma guerra civil em 2011 depois duma repressão do governo a protestos inicialmente pacíficos por democracia.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!