Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Espaços aéreos da Irlanda e da Escócia parcialmente fechados por cinzas

Os espaços aéreos da Irlanda, Irlanda do Norte e Escócia foram parcialmente fechados esta quarta-feira pelo segundo dia consecutivo devido a uma nuvem de cinzas vulcânicas procedentes da Islândia, que, no momento, parece não ameaçar Londres.

A Irlanda, que fechou seu espaço aéreo pela manhã, impôs novas restrições nesta quarta que afetaram a oito aeroportos, principalmente o de Dublin. A Autoridade Irlandesa da Aviação Civil (IAA) anunciou o cancelamento de todos os voos na capital até as 03H00 GMT desta quinta. A sua colega britânica, a CAA, também procedeu ao fechamento parcial do espaço aéreo da Escócia e Irlanda do Norte até as 18H00 GMT.

Estas medidas não afetam os voos que sobrevoam a zona a uma altura superior aos 20.000 pés. As últimas informações procedentes da Met Office (agência meteorológica britânica) muostram que a nuvem de cinzas continua se deslocando para o sul. A Agência Europeia para Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol) estimou que 300 voss serão anulados durante o dia. As emissões de cinzas do vulcão islandês Eyjafjöll aumentaram nesta terça-feira, mas seu nível é muito inferior ao que se registrou no início da erupção, afirmou nesta quarta uma vulcanóloga islandesa, Sigrun Hreinsdottir, à AFP.

A Europa sofreu a pior paralisação da história do transporte aéreo durante quase uma semana em meados de abril, quando foram anulados mais de 100.000 voos e mais de oito milhões de passageiros ficaram bloqueados. O setor aéreo calculou provisoriamente as perdas ocasionadas pela paralisacão em 3,3 bilhões de dólares.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!