Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eslovénia 0 – Inglaterra 1: O que eles disseram depois do jogo

“É uma sensação indescritível, mas assim é o desporto. É claro que estamos desapontados, mas espero que com o tempo os jogadores possam dar-se conta do que eles conquistaram. Parabenizo a minha equipe e a da Inglaterra. Agora torço para que a Inglaterra vença a Copa do Mundo. Os ingleses jogaram bem, mas no final poderíamos ter conseguido um empate. O futebol é assim, muito imprevisível. Espero que esses jogadores sejam exemplo para quem vier a jogar pela Eslovênia. Eles estão amadurecendo muito e chegarão a um ponto em que jogarão o seu melhor. Criamos um enorme potencial e cabe a nós usá-lo. Precisamos aproveitar essa oportunidade.” Matjaz Kek, técnico da Eslovênia.

“Esta é a equipe que eu conheço. Jogamos juntos e com vontade; lutamos juntos e estou muito, muito feliz com o resultado. Também estou feliz por ter reencontrado a equipe que eu conhecia das eliminatórias. Agora a equipe pode seguir em frente. Todos os jogadores, a comissão técnica, estamos com a consciência tranquila. Podemos ir adiante sem medo, sem nada. Estou feliz pelos torcedores.” Fabio Capello, técnico da Inglaterra.

“Acho que jogamos muito bem. Tivemos as nossas chances, mas o golo não entrou — e a Inglaterra marcou o seu. Estou feliz que tenhamos deixado uma grande equipe como a Inglaterra em estado de alerta durante os 90 minutos. Só nos faltou sorte. Não dá para acreditar que os Estados Unidos marcaram um golo nos acréscimos. No entanto, a nossa equipe é jovem e tenho certeza que vamos nos recuperar. Outros torneios importantes estão guardados para nós e esta experiência nos ajudará.” Marko Suler, defensor da Eslovênia.

“Todos estavam concentrados antes do jogo e o encaramos de maneiras diferentes. Os rapazes estavam empolgados, queríamos pressionar nos primeiros dez minutos. Quanto ao golo, nem tenho palavras, para ser sincero. Que momento! Era algo com que eu sonhava desde criança. Tive a chance de marcar outro no começo do segundo tempo, mas perdi — foi chato, mas a coisa mais importante era o grupo. Ganhamos o jogo, passamos de fase, então estou maravilhado. Não tínhamos escolha senão vencer, era uma final de campeonato.” Jermain Defoe, atacante da Inglaterra.

“Merecemos seguir adiante, sem sombra de dúvida. Achei que todos os jogadores que começaram a partida e todos os reservas foram excepcionais hoje. Precisamos recuperar a regularidade agora, nos mata-matas. Acho que se jogarmos como hoje e seguirmos ouvindo as instruções do técnico e fazendo o que ele pede, temos a qualidade necessária para ganhar as partidas. Tudo pode acontecer. Se jogarmos próximo do nosso potencial, somos páreo para qualquer um.” Steven Gerrard, meio-campista da Inglaterra.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!