Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Empregados roubam aos patrões e acabam na cadeia em Maputo

Quatro indivíduos com idades que variam de 21 a 44 anos idades estão a contas com a Polícia das República de Moçambique (PRM) na província de Maputo, desde a semana passada, acusados de roubo de material de construção. O quinto elemento foi preso por assalto na via pública.

Os visados, encarcerados na 8a esquadra, no bairro de Beleluane, no Posto Administrativo da Matola-Rio, respondem pelos nomes de S. Ubisse, de 21 anos de idade, H. Mucavel, de 24 anos, D. Supreia, de 25 anos, N. Manuel, de 28 anos, e M. Chirindza de 44 anos.

Sobre o mais velho dos indiciados, pesa o crime de por roubo de bens na via pública. De acordo com a Polícia, ele trabalhava como vigilante numa obra de construção, mas abandonou o seu posto e assaltou um cidadão que na altura passava pela rua, tendo-lhe retirado 500 meticais e uma pasta com vários documentos, os quais já foram devolvidos ao dono.

Dos outros quatro supostos ladrões, S. Ubisse e D. Supreia são acusados de roubo de 16 varões de ferro de 8 milímetros e 29 caixas de tijoleiras numa residência onde trabalhavam. O prejuízo foi avaliado em mais de 60 mil meticais.

N. Manuel e H. Mucavel estão presos sob a acusação também de roubo de uma caixa de tijoleiras numa empresa onde trabalhavam. Os danos foram calculados em 30 mil meticais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!