Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Embaixatriz de Moçambique na RSA promete apoio a Escola Comunitária da Polana Caniço “B”

A esposa do embaixador de Moçambique na Republica da África do Sul, Jovita Fazenda, visitou, na passada quinta-feira, a convite da Associação ACÁCIA, a Escola Comunitária da Polana Caniço “B”, na cidade de Maputo.

Na visita, a embaixatriz manteve-se a par das condições deploráveis em que as aulas decorrem naquele estabelecimento de ensino e prometeu apoiar no seu melhoramento.

Com apenas quatro salas de aulas, das quais três foram erguidas com material precário, a escola lecciona de primeira a terceira classes, no período matinal, reservando para o período da tarde, aulas de alfabetização.

Para além das condições deploráveis em que a escola funciona, também debate-se com falta de material de trabalho como é o caso de livros para as turmas de alfabetização e energia eléctrica.

Embora seja uma escola reconhecida pelo Ministério da Educação, os professores não auferem salários equivalentes aos seus níveis de formação. O argumento para este facto centra-se na razão destes terem feito formação psico-pedagógica depois dos trinta e cinco anos de idade, o que não lhes permite contratação pelo Estado. Neste momento os professores são subsidiados com alfabetizadores.

No fim da visita, a embaixatriz de Moçambique na África do Sul prometeu ajudar no melhoramento das condições em que a escola funciona.

A escola conta com noventa e quatro alfabetizandos distribuídos em três níveis, e mais de uma centena de alunos a frequentar de primeira a terceira classes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!