Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Em análise coerência dos financiamentos do Banco Mundial

A coerência e complementaridade dos financiamentos do Banco Mundial (BIRD) em Moçambique estão em análise entre Terça e Quarta-feira, por representantes do Governo e o vice-presidente desta instituição, Makhtar Diop, que se encontra em Maputo em visita de trabalho.

Os financiamentos estão a ser concedidos pelo BIRD através das instituições Corporação Financeira Internacional (IFC) e Agência Multilateral para Garantias de Investimentos (MIGA).

A análise surge numa altura em que o banco acaba de aprovar a nova Estratégia de Parceria do País (CPS) para o período 2012/2015 com uma carteira de empréstimos estimada em cerca de um bilião de dólares norte-americanos.

Parte deste valor vai financiar seis novos projectos das áreas de nutrição, agricultura, governação económica, mudanças climáticas, protecção social e apoio directo ao Orçamento do Estado, segundo fonte do Ministério da Planificação e Desenvolvimento.

Existem, entretanto, activos em Moçambique desde Julho de 2012 pouco mais de 20 projectos financiados pelo Banco Mundial através da Agência para o Desenvolvimento Internacional (IDA) no valor global de mais de USD1,2 bilião, maior parte do montante afecto ao desenvolvimento de infra-estruturas, desenvolvimento humano, descentralização, governação económica, municípios e formulação de políticas e apoio ao Orçamento do Estado.

Até à data, o BIRD investiu em Moçambique cerca de 4,1 biliões de dólares em acções de reconstrução do país no período pós-último conflito armado entre a Renamo e o Governo da Frelimo, montante que contribuiu para tirar da extrema pobreza cerca de três milhões de moçambicanos duramente atingidos por este conflito armado.

Refira-se, entretanto, que o senegalês vice-presidente do Banco Mundial vai reunir-se, durante a sua visita ao país, com o Presidente da República, Armando Guebuza, Primeiro-Ministro, Alberto Vaquina, e com ministros das Finanças e da Planificação e Desenvolvimento, respectivamente, Manuel Chang e Aiuba Cuenereia, entre outros governantes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!