Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eleições intercalares realizam-se a 7 de Dezembro próximo

As eleições intercalares para a escolha de novos presidentes dos Conselhos Municipais das cidades de Cuamba e Pemba, ambas na região Norte de Moçambique, e Quelimane, no Centro, realizam-se a 7 de Dezembro próximo.

A data foi marcada, Quinta-feira, pelo Conselho de Ministros, reunido na sua 32ª sessão ordinária, onde apreciou a proposta remetida a este órgão pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

A realização das eleições intercalares naquelas três autarquias resulta da renúncia dos respectivos edis, designadamente Arnaldo Maximiliano Maloa, de Cuamba, Sadique Yaqub, de Pemba, e Pio Matos, de Quelimane.

Semana passada, o governo aceitou o pedido de renúncia, através de decretos que determinam impedimento permanente dos presidentes dos conselhos municipais em referência.

No âmbito deste processo, o governo aprovou também as datas de actualização do recenseamento, a decorrer de 13 de Outubro a 01 de Novembro próximos.

Segundo o porta-voz do Governo, Alberto Nkutumula, devido a renúncia dos edis daquelas autarquias há toda uma necessidade de realização das eleições intercalares, facto que vai ao encontro do preceituado na lei. Nkutumula falava durante o habitual briefing a imprensa, por ocasião da sessão do Conselho de Ministros.

Nos próximos dias decorrerão uma série de actividades que incluem a reactivação dos órgãos eleitorais, campanhas de educação cívica, mobilização de meios, entre outras.

A título de exemplo, a campanha eleitoral decorrerá de 22 de Novembro a 4 de Dezembro próximos, segundo o calendário eleitoral já aprovado.

Sobre a disponibilidade ou não de fundos para financiar este processo, Nkutumula disse que os Ministérios da Administração Estatal e das Finanças estão a debater o assunto.

“Ainda não há orçamento, mas há debates entre os Ministérios da Administração Estatal e das Finanças nesse sentido”, disse.

Na mesma sessão, o Conselho de Ministros apreciou o balanço da campanha agrícola ora em curso, que indica um cumprimento na ordem de 96,5 por cento, fasquia que poderá subir com a inclusão de culturas da segunda época.

O governo aprovou igualmente, entre outros diplomas, os Programas Sociais Básicos, constituídos por: Subsidio Social Básico; Apoio Social Directo; Serviços Sociais de Acção Social e Acção Social Produtiva.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!