Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Eleições intercalares: Frelimo no topo dos boletins de voto

O partido Frelimo vai ocupar a primeira posição nos boletins de voto para as eleições autárquicas intercalares agendadas para o próximo dia 7 de Dezembro nos municípios de Cuamba, Pemba e Quelimane. O sorteio para a determinação das posições nos boletins de votação foi realizado esta sexta-feira, em Maputo, na sede da empresa de lotaria Sojogo, e também contou com a presença de representantes do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) e do Partido Humanitário de Moçambique (POHUMO), únicos partidos da oposição que concorrem nas referidas eleições.

Os resultados também determinaram que o candidato do MDM ocupa a segunda posição no boletim de voto, enquanto o candidato do PAHUMO ficará no terceiro lugar. Enquanto a Frelimo e o MDM concorrem nos três municípios, o POHUMO apenas se candidatou para Pemba. Por isso, apenas a Frelimo e o MDM, ambos concorrentes nos três municípios, participaram no sorteio para a determinação da posição dos candidatos no boletim de voto. O terceiro candidato ficou automaticamente na terceira posição.

Contudo, este modelo não serviu para a determinação da posição dos candidatos na distribuição do tempo de antena durante os 13 dias da campanha eleitoral. Aqui, todos os candidatos concorreram num esquema de igualdade de circunstâncias. Para este caso, o sorteio determinou que o PAHUMO ocupa a primeira posição em seis dias da campanha, o MDM em cinco dias e a Frelimo em dois dias.

O PAHUMO é um partido novo, criado por Cornélio Quivela, um antigo deputado da Renamo, o maior partido da oposição, que se juntou ao MDM em 2009 e mais tarde decidiu criar a sua própria formação política.

Refira-se a Renamo não se candidatou para estas autárquicas, alegando não compreender as reais razões que ditaram a renúncia de Pio Matos, Sadique Yacub e Arnaldo Maloa, eleitos em 2008 para presidente dos municípios de Quelimane, Pemba e Cuamba, respectivamente. Os três edis foram eleitos pela Frelimo, mas em Agosto último renunciaram aos seus cargos, dando lugar a realização de eleições intercalares.

Actualmente, decorre a actualização do censo eleitoral nos três municípios, processo que termina no próximo dia 2 de Novembro.

No seu contacto com a imprensa, o mandatário do MDM, José de Sousa, denunciou alegadas irregularidades relacionadas com a recusa do registo de jovens que completam 18 anos de idade (idade eleitoral) até ao dia da votação. “O processo está a decorrer normalmente nas cidades de Quelimane e Pemba, mas em Cuamba está a acontecer a grande desgraça. Não está sendo permitida a inscrição de novos ingressos”, disse de Sousa, acrescentando que esta situação já foi reportada a diversos níveis, incluindo ao Comando Geral da Polícia, aguardando-se que sejam tomadas as medidas necessárias.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!